RSSYoutubeTwitter Facebook
Aumentar tamanho das letras Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Versão para impressão


Ataques a Bancos em 2017

12 DE DEZEMBRO

A agência do Banco do Brasil (BB) localizada na Av. Heráclito Graça (Aldeota), em Fortaleza, foi alvo de uma ação criminosa durante a madrugada, quando dois suspeitos arrombaram a porta da unidade e tentaram abrir um caixa eletrônico utilizando um maçarico. Durante a ação, porém, agentes da Polícia Militar (PM) chegaram ao local e prenderam a dupla.O crime aconteceu por volta de 4h.
 

06 DE DEZEMBRO

Os diretores do Sindicato dos Bancários do Ceará receberam informe de um arrombamento nos caixas eletrônicos da agência do Banco do Brasil – Frifort, em Caucaia, região metropolitana de Fortaleza. Por conta as avarias no autoatendimento, o Banco não funcionou.
 

30 DE NOVEMBRO

A população de Campos Sales acordou assustada durante a madrugada, após uma quadrilha explodir a agência da Caixa Econômica Federal daquele Município, que fica a cerca de 510 km de Fortaleza. O crime aconteceu por volta das 3h40. De acordo com os moradores, pelo menos quatro estrondos foram ouvidos, além do som de disparos de armas de fogo. Cerca de 10 homens tentaram arrombar o cofre, danificaram os caixas eletrônicos, mas não conseguiram levar nenhuma quantia, de acordo com fontes da Polícia. Na fuga, os assaltantes fizeram um taxista refém e levaram seu carro.
 

27 DE NOVEMBRO

Durante a manhã, uma 'chegadinha bancária’ no Banco do Brasil do Centro de Maranguape, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), terminou com um suspeito morto e seus dois comparsas baleados e presos. Um idoso que passava pelo local foi alvejado com uma 'bala perdida'. De acordo com a polícia, o alvo do trio criminoso era uma funcionária de um posto de combustíveis, que ia realizar um depósito de dinheiro - da empresa onde trabalhava - na agência bancária. Na entrada do banco, a mulher foi abordada e teve a bolsa subtraída por dois suspeitos que trafegavam em uma moto. Neste momento, um suspeito disparou um tiro, mas a munição atingiu o braço e resvalou no tórax de um idoso de 65 anos, que passava pelo local. A Polícia estava investigando o grupo criminoso e chegou ao local, pouco tempo depois da 'chegadinha bancária' se efetuar. Os policiais militares começaram a perseguir os dois suspeitos que trafegavam na moto pelas ruas de Maranguape. Um assaltante morreu no local e dois outros foram baleados. A bolsa da mulher abordada foi recuperada na ação policial.
 

26 DE NOVEMBRO

Um arrombamento seguido de furto, no setor administrativo da Caixa Econômica Federal (CEF), localizado na Avenida Pessoa Anta, na Praia de Iracema, em Fortaleza, durante o fim de semana, começou a ser investigado pela Contra o Patrimônio e ao Tráfico de Armas (Delepat) a Polícia Federal (PF). Os empregados foram surpreendidos ao chegarem ao trabalho durante a manhã do dia 27 e não encontrarem aparelhos eletrônicos como notebooks e TVs. O setor mais afetado foi a Gerência de Governo Fortaleza (Gigov). A área precisou ser isolada e os empregados foram dispensados. Os criminosos invadiram o prédio após quebrarem uma grade e a janela localizadas no primeiro andar, onde funciona o Gigov, durante a madrugada. Ninguém presenciou a ação criminosa.
 

16 DE NOVEMBRO

Uma agência bancária do Banco do Brasil da cidade de Jaguaretama, Região Jaguaribana do Estado, foi atacada durante a madrugada. De acordo com a Polícia Militar cerca de 20 homens participaram do crime. A polícia informou que o grupo estava armado com pistolas, fuzis e escopetas. Uma parte entrou na agência enquanto outra parte da quadrilha dava apoio do lado de fora do banco e na entrada do município. Por volta das 2h15 da madrugada os criminosos explodiram a agência. Após a explosão eles foram até o cofre que segundo a polícia estava vazio. Depois de ver o cofre sem dinheiro, os bandidos fugiram.
 

14 DE NOVEMBRO

Um bando fortemente armado explodiu durante a madrugada a unidade bancária do Bradesco de Banabuiú, no Sertão Central. O ataque teve início por volta de 1 hora, quando os moradores foram despertados por dezenas de disparos de armas de fogo. Logo depois ouviram três explosões. Os criminosos estavam violando o único caixa eletrônico do posto de autoatendimento da cidade. Cerca de 10 minutos após a sessão de tiros e de explosões muitos curiosos saíram à rua. Alguns já seguiam para o posto de autoatendimento quando foram efetuados mais disparos de arma de fogo. Houve correria, mas além do susto ninguém ficou ferido.
 

30 DE OUTUBRO

Um policial militar sofreu três tiros ao reagir a uma 'chegadinha bancária', no Bradesco Express localizado na Messejana, em Fortaleza, durante a manhã. Um adolescente foi apreendido por suspeita de participar do crime. De acordo com a Polícia, o PM estava em frente a um ponto comercial, quando pelo menos dois criminosos chegaram ao local e anunciaram o assalto. O policial tentou reagir e foi atingido por três disparos, sendo um no queixo, um no tórax e um na mão. Após a troca de tiros, os criminosos fugiram e levaram a arma de fogo do militar.
 

18 DE OUTUBRO

Um grupo armado explodiu a agência bancária do Bradesco localizada no município de Ipaumirim, cerca de 418 km da Capital, por volta das 3h da madrugada. Segundo a Polícia, cerca de 15 homens armados com fuzis chegaram à cidade em motos e num veículo, atirando para o alto e, em seguida, explodiu a agência. Três pessoas foram feitas reféns durante a ação e foram liberadas antes da fuga da quadrilha.
 

06 DE OUTUBRO

Uma quadrilha armada invadiu uma agência bancária da Caixa Econômica Federal durante a manhã, no município de Pacajus, Região Metropolitana de Fortaleza. A agência foi cercada por policiais. De acordo com a Polícia Militar, a família do gerente foi sequestrada e os sequestradores teriam ido até a agência para forçar o gerente a retirar dinheiro do cofre, porém os seguranças perceberam a movimentação estranha e acionaram polícia. A área foi isolada pela polícia, mas os homens conseguiram fugir antes da chegada dos agentes de segurança. Depois de quase duas horas, as pessoas que estavam dentro da agência começaram a ser liberadas.
 

02 DE OUTUBRO

Dois homens invadiram uma agência bancária do Banco do Brasil na cidade de Mulungu, no Maciço de Baturité, e furtaram o dinheiro que estava dentro de um cofre. Segundo a polícia, o caso foi registrado durante a madrugada, mas só foi percebido quando os funcionários da agência chegaram para trabalhar. Ainda de acordo com a polícia, os suspeitos entraram pelo teto, arrombaram os cofres e fugiram. A polícia informou ainda que duas armas e dois coletes também foram roubados.
 

1º DE OUTUBRO

Cerca de um milhão de reais pode ter sido furtado do cofre da agência do Bradesco localizada no bairro Parangaba, em Fortaleza, durante a madrugada. Os bandidos arrombaram o cofre da agência após desligar toda a rede de alarmes. O caso somente foi descoberto pela manhã, quando a Polícia acionou a Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) para realizar os primeiros levantamentos no local de crime. A agência já foi palco de outros ataques como arrombamentos e assaltos nos últimos anos. No entanto, chamou a atenção das autoridades a forma como os criminosos agiram conseguindo violar o cofre localizado na tesouraria.
 

29 DE SETEMBRO

Uma quadrilha de pelo menos 20 pessoas explodiu duas agências bancárias em Potengi, município localizado no Cariri (cerca de 540 km de Fortaleza). De acordo com informações da Polícia, a ação aconteceu por voltas das 2h da madrugada, quando os criminosos chegaram à cidade em quatro carros. Eles se separaram: uma parte se dirigiu à delegacia onde atiraram contra o destacamento e a outra parte atacou, simultaneamente, a agência do Banco do Brasil e a unidade do Bradesco. Além de realizar diversos disparos contra as agências, os suspeitos usaram explosivos para conseguirem abrir os cofres e ter acesso ao dinheiro. Os criminosos também fizeram um segurança particular de refém, pouco antes de começar a explodir as agências bancárias. Após conseguirem acesso ao dinheiro, eles liberaram o homem, que não sofreu ferimentos. Os bancos da cidade, porém, ficaram completamente destruídos.

27 DE SETEMBRO

Um homem de 51 anos foi morto durante a tarde, próximo a uma agência bancária, no bairro Pajuçara, em Maracanaú, na Região Metropolitana de Fortaleza. De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), a vítima foi atacada por dois homens de moto, no momento em que chegava em uma agência bancária. A bolsa da vítima foi levada. Os criminosos fugiram.
 

20 DE SETEMBRO

Um grupo formado por pelo menos 15 homens armados atacaram uma agência bancária do Bradesco e uma loja de eletrodomésticos durante a madrugada, na cidade de Novo Oriente, Sertão de Crateús do Ceará. De acordo com a Polícia Militar, por volta da 1h40, vários suspeitos armados com armas de grosso calibre cercaram a sede da delegacia e do destacamento policial. Eles atiraram no prédio, quebraram a porta de vidro e ainda atingiram um carro da polícia que se encontrava na parte externa do local. O veículo foi danificado. Logo depois, os bandidos foram até o banco e explodiram a agência atingindo o cofre principal da agência e fazendo vários disparos. Ainda de acordo com a polícia, outra parte do grupo seguiu até uma loja de eletrodomésticos e levaram ainda vários celulares, notebooks, televisões e tablets. O vigilante do local foi feito refém e liberado logo após o roubo.
 

16 DE SETEMBRO

A agência do Bradesco de Barreira (75,5 km de Fortaleza) foi alvo de bandidos durante a madrugada. Apesar da explosão, o cofre da agência ficou intacto e não foi levado dinheiro, apenas a estrutura física do prédio foi danificada. De acordo com a polícia, o crime aconteceu por volta das 00h30min. Houve uma explosão. Em seguida os bandidos fugiram. A polícia disse que a agência ficou destruída, mas o cofre ficou intacto.
 

29 DE AGOSTO

Os moradores do município de Lavras da Mangabeira (446 Km de Fortaleza) foram surpreendidos durante a madrugada por um intenso barulho de disparos e explosões. Segundo informações da polícia, cerca de 20 homens fortemente armados assaltaram a agência do Banco do Brasil. Os assaltantes utilizaram um número tão elevado de explosivos que chegaram a comprometer toda a estrutura do prédio. No mesmo equipamento funciona a sede da Secretaria de Saúde de Lavras da Mangabeira. Ninguém ficou ferido durante a ação criminosa.
 

25 DE AGOSTO

Cerca de cinco homens armados com fuzis assaltaram uma agência bancária do Bradesco, em São Gonçalo do Amarante, cerca de 60 km de Fortaleza, durante a tarde, e mantiveram um funcionário refém durante a fuga. Segundo a polícia, a quadrilha chegou à agência e anunciou o assalto. O vigilante do estabelecimento acionou a Polícia Militar, e o bando iniciou a fuga. Não foi informado se o grupo levou dinheiro. O funcionário do banco foi liberado na saída do município.
 

19 DE AGOSTO

Uma delegada aposentada foi vítima de saidinha bancária por volta das 7h20 da manhã quando deixava uma agência do Bradesco na Av. Bezerra de Menezes, em Fortaleza. O assaltante foi capturado pela população e autuado em flagrante. Segundo a polícia, a vítima foi abordada por um homem a pé portando uma faca e levando a quantia de R$ 1.200,00. O assaltante sofreu uma tentativa de linchamento pela população até a chegada da polícia.
 

16 DE AGOSTO

Utilizando marretas, uma quadrilha atacou a agência bancária do Bradesco de Alto Santo (247 km de distância de Fortaleza), durante a madrugada. Entretanto, os criminosos fugiram sem o dinheiro do caixa eletrônico. De acordo com a polícia, o bando utilizou os instrumentos para quebrar a vidraça da agência e, depois, para tentar quebrar um caixa eletrônico, por volta de 3h. Entretanto, a batida acionou o dispositivo de segurança do banco, que disparou fumaça. A Polícia Militar de Alto Santo foi acionada, e os criminosos fugiram, sem obter o dinheiro. Cerca de cinco homens participaram da ação.
 

03 DE AGOSTO

Uma agência do Banco do Brasil em Pereiro ficou completamente destruída após a ação de uma quadrilha durante a madrugada. Conforme informações da Polícia, o ataque à pequena cidade de Pereiro (342 Km de Fortaleza), na região jaguaribana, teve início por volta das 2 horas. Os bandidos, em número superior a 20, estavam usando capuzes. Alguns portavam fuzis e outros escopetas calibre 12. Eles cercaram o entorno do prédio, situado a poucos metros da prefeitura, e em seguida detonaram os explosivos. Parte do bando cercou o destacamento da Polícia Militar na cidade. A ação durou aproximadamente 20 minutos, tempo suficiente para deixar a população apavorada. Quando os bandidos fugiram, após trocarem tiros com os policiais, alguns moradores saíram das suas casas para ver os estragos.

03 DE AGOSTO

Em Hidrolândia (251 km da capital), um grupo fortemente armado utilizou explosivos para dinamitar uma agência do Banco do Brasil. Funcionários da Câmara de Vereadores da cidade informaram que o ataque foi similar ao de Pereiro. Em grande número, os bandidos cercaram a cidade e destruíram mais uma agência do BB utilizando explosivos. Um supermercado situado ao lado foi parcialmente avariado. O barulho da explosão foi ouvido em toda a cidade.
 

1º DE AGOSTO

Cerca de cinco homens tentaram explodir um caixa eletrônico em um posto de autoatendimento do Bradesco, no município de São Luís do Curu (a 95 km de Fortaleza), durante a madrugada. Entretanto, o bando não alcançou o seu objetivo e fugiu em seguida. Segundo a polícia, a quadrilha chegou ao prédio por volta de 2h e detonou explosivos. O barulho assustou os moradores do Centro (onde fica o posto de autoatendimento), que acionaram a Polícia Militar. Quando os policiais chegaram ao prédio, os bandidos já haviam deixado o local.
 

12 DE JULHO

A agência do Banco do Brasil de Nova Olinda, no Cariri, foi atacada por uma quadrilha fortemente armada durante a madrugada. Segundo a Polícia, mais de dez bandidos invadiram a cidade com armas de grosso calibre e explosivos. Os assaltantes foram primeiro ao destacamento da cidade e efetuaram vários tiros para inibir a ação policial. Em seguida, se deslocaram para a agência bancária, onde dinamitaram o setor dos caixas eletrônicos. Com a explosão, parte do banco ficou destruído. De acordo com populares que moram próximo ao banco, “cerca de oito pessoas foram enfileiradas em frente a agência para protegerem os bandidos da linha de tiros”. Na fuga, a quadrilha efetuou vários disparos. Dez pessoas foram feitas reféns. Elas teriam sido libertadas próximo a cidade de Exu (PE). Entretanto, os criminosos não conseguiram levar nenhuma quantia em dinheiro.

11 DE JULHO

Quatro pessoas foram mortas em uma tentativa de assalto a um carro-forte, no Parque São José, em Fortaleza. O ataque aconteceu por volta das 18h30, quando um grupo de aproximadamente 10 criminosos chegou ao local para roubar malotes de dinheiro em espécie, que seriam recolhidos de uma Casa Lotérica, localizada em um supermercado. Dos mortos, três estavam envolvidos no assalto e um era cliente da lotérica. Equipes da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) já haviam chegado ao local, após terem recebido informações que o crime estava prestes a acontecer. O titular da DRF, Raphael Vilarinho, foi vítima da troca de tiros entre policiais e criminosos, mas não corre risco de morte. A Polícia Militar afirma que outras pessoas também foram baleadas. Dentre elas, dois vigilantes da empresa Corpvs que estavam em serviço no carro-forte. Os seguranças foram atingidos nas pernas e nos pés. Eles também não correm risco de morte.

11 DE JULHO

Uma chegadinha bancária foi registrada no final da tarde em Caucaia. Após o fechamento da agência do Bradesco, uma prestadora de serviço de um correspondente bancário chegou a agência para entregar um malote e dois bandidos a renderam com uma arma e tomaram de assalto o malote e a bolsa da funcionária quando ela estava passando na porta giratória para fazer a entrega do numerário.


10 DE JULHO

Uma agência do Banco do Brasil da cidade de Redenção, distante 55 quilômetros de Fortaleza, ficou totalmente destruída após um ataque criminoso por volta das 2h da madrugada. De acordo com a polícia, cerca de 15 suspeitos participaram da ação. Como de costume, o grupo dividiu-se em dois: uma parte ficou próximo ao destacamento da PM, evitando que os agentes inibissem a ação; e outra explodiu a estrutura da agência.

09 DE JULHO

Criminosos explodiram um banco, incendiaram carros e atacaram o destacamento policial do município de Ipueiras, região Norte do Estado, durante a madrugada. Durante a ação, duas pessoas que estavam no ônibus da banda de forró João Bandeira foram baleadas. A polícia informou que os homens vinham do município de Ipu e incendiaram alguns veículos na entrada de Ipueiras para dificultar a chegada de reforço policial à cidade. Parte do grupo foi em direção ao destacamento policial e atirou contra o prédio. Os outros criminosos seguiram até a agência do Banco do Brasil e explodiram o local. A polícia interveio e houve troca de tiros. O ônibus de viagem da banda de forró João Bandeira, que passava pelo município, foi atingido e duas pessoas foram baleadas.

03 DE JULHO

Uma quadrilha fortemente armada atacou a sede da Prefeitura Municipal de Baixio, na Região do Cariri (428Km de Fortaleza) e explodiram um caixa-eletrônico do Banco do Brasil. O crime ocorreu durante a madrugada. Segundo informações da Polícia, a quadrilha invadiu a cidade durante a madrugada e se dirigiu ao prédio da Prefeitura, onde não encontrou resistências para chegar ao caixa-eletrônico. O equipamento foi destruído com a explosão de um artefato, mas, segundo a Polícia, os ladrões não conseguiram roubar o dinheiro.
 

11 DE JUNHO

A agência do Banco do Brasil de Assaré (520 km de Fortaleza) foi alvo de explosões, durante a madrugada, segundo a delegacia municipal. De acordo com os relatos de moradores da região, houve troca de tiros durante a ação criminosa, que provocou tumulto nas imediações da agência, pois bares e restaurantes próximos ao local do crime ainda estavam abertos. Eles apontaram que o grupo teriam fechado ruas próximas à agência.
 

09 DE JUNHO

Uma agência do Banco do Brasil de Antonina do Norte, cidade localizada a 473 quilômetros de Fortaleza, foi alvo de explosão durante a madrugada. De acordo com o destacamento da Polícia Militar da cidade, 12 homens participaram da ação. O crime aconteceu por volta de 1h30. Conforme a PM, o bando dividiu-se em grupos, ficando parte próximo à polícia - para evitar interferência -  e a outra foi até à agência bancária. Após a ação do grupo criminoso, a estrutura do banco ficou destruída. A PM informou ainda que os homens dispararam contra o destacamento e também em outros pontos cidade. Foram feitos ainda dois reféns, liberados durante a fuga.
 

31 DE MAIO

Uma quadrilha atacou uma agência bancária do Bradesco em Miraíma (190 km de Fortaleza), durante a noite. Os criminosos renderam pessoas para usar como escudo humano, efetuaram disparos para cima e explodiram o banco, no Centro da cidade. Não houve troca de tiros com a Polícia, e ninguém ficou ferido. A quantia levada não foi informada. A ação foi registrada às 23h50min e durou cerca de 15 minutos, de acordo com a Polícia Militar. Após a explosão e o recolhimento do dinheiro, os criminosos soltaram os reféns e fugiram.

26 DE MAIO

Durante a tarde, um casal de idosos foi vítima de saidinha bancária. Eles seguiam do banco até a Avenida Santos Dumont, em Fortaleza, para pegar o carro no estacionamento. Uma dupla armada de pistola colocou a arma na cabeça da mulher. O companheiro dela pediu para não efetuarem disparos, mas acabou ferido com um tiro no pé. Ele passa bem.
 

24 DE MAIO

Um banco armado invadiu e roubou um posto avançado do Bradesco, instalado no centro de Aratuba (132 km de Fortaleza), durante a tarde. De acordo com a Polícia, os suspeitos obrigaram a gerente a abrir o caixa eletrônico que havia no local e levaram o dinheiro. Os criminosos chegaram ao estabelecimento, renderam a gerente e os clientes, mas não feriram ninguém.
 

03 DE MAIO

Um grupo composto por cerca de dez homens atacou uma agência do Banco do Brasil no município de Catunda (256 km de Fortaleza, no Sertão de Crateús) durante a madrugada. Segundo a polícia, o grupo dividiu-se em três para cometer o crime: parte ficou próximo ao destacamento da PM, outro ficou no trecho que dá acesso à saída da cidade e o terceiro foi responsável pelo uso de explosivos contra a agência.

20 DE ABRIL

Uma mulher foi vítima do crime de “saidinha bancária”, durante a tardem, no bairro da Parquelândia, em Fortaleza. A vítima, de 40 anos, estava no estacionamento de uma agência da Caixa Econômica Federal, quando foi abordada por um bandido armado. Ele levou o celular e o relógio da vítima, além de uma joia avaliada em aproximadamente R$ 10 mil.
 

13 DE ABRIL

Três pessoas foram baleadas em uma saidinha bancária no cruzamento da Av. Pessoa Anta com Av. Alberto Nepomuceno, no centro de Fortaleza, após serem perseguidas por cerca de 9km. De acordo com a polícia, a perseguição iniciou num shopping, na Av. Washington Soares, onde uma mulher sacou R$ 15 mil de uma agência da Caixa Econômica Federal e, junto de um segurança, pediu um táxi. Com informações privilegiadas sobre o saque a mulher realizaria, uma dupla de assaltantes numa moto perseguiu o táxi até o centro da cidade e dispararam vários tiros contra o táxi, até pará-lo e levar o dinheiro que seria utilizado para comprar confecções na Feira da José Avelino.
 

11 DE ABRIL

Um vigilante da Corpvs foi morto durante um assalto a uma casa lotérica no bairro Granja Lisboa, em Fortaleza. Conforme a polícia, o profissional foi surpreendido pelos criminosos e atingido por disparos na cabeça quando fazia o transporte de um malote de dinheiro da casa lotérica até o carro forte. A ação teve o envolvimento de sete suspeitos. Um dos assaltantes rendeu o motorista do carro forte para que esse não reagisse. Antes de fugir, o bando teria efetuado disparos para cima para intimidar os vigilantes. O vigilante foi morto à queima roupa.
 

05 DE ABRIL

Uma agência do Bradesco de Maranguape teve um dos caixas violados durante a noite. O equipamento foi danificado por fogo, entretanto os criminosos não conseguiram levar o dinheiro.
 

1º DE ABRIL

Clima tenso durante a madrugada na cidade de Jaguaruana, no Baixo Jaguaribe, a 183 quilômetros de Fortaleza, depois que assaltantes explodiram na madrugada deste sábado (1º) duas agências bancárias: Banco do Brasil e Bradesco. Segundo a Polícia, os suspeitos teriam chegado à cidade em oito veículos e entraram em confronto com policiais do Cotam e do Gate.O tiroteio teria ocorrido em alguns pontos da cidade, o que deixou a população apreensiva. A Polícia aponta oito suspeitos mortos.
 

31 DE MARÇO

Por volta de 1h da madrugada, bandidos explodiram a agência do Banco do Brasil de Cedro, na região Centro-Sul do Estado. O interior da unidade ficou completamente destruído e o impacto da explosão abalou lojas vizinhas ao banco, no Centro do município. Os bandidos atacaram ainda o destacamento militar. Houve tiroteio, mas ninguém ficou ferido.
 

11 DE MARÇO

Uma tentativa de roubo ao caixa eletrônico do Bradesco de Ibaretama (145km de Fortaleza) foi registrada durante a madrugada. Os assaltantes usaram um maçarico para violar o terminal de autoatendimento, todavia não tiveram êxito. O posto bancário do Bradesco já havia sido atacado na madrugada de 23 de março de 2016, quando bandidos utilizaram explosivos que não detonaram. Em dezembro último, houve um novo ataque quando conseguiram explodir os caixas eletrônicos.
 

08 DE MARÇO

Um grupo usou armas e explosivos para invadir uma agência do Banco do Brasil de Icapuí (200km de Fortaleza), durante a madrugada. Parte dos criminosos ficou em frente ao destacamento policial, enquanto o outro realizava o ataque à agência.
 

05 DE MARÇO

Após um caixa eletrônico do Banco do Brasil ser arrombado dentro da Secretaria de Educação de Maracanaú, dois homens foram presos e mais de R$ 30 mil recuperados pela polícia militar, na Região Metropolitana de Fortaleza. Os bandidos foram flagrados realizando a ação criminosa e a PM foi acionada para o local e conseguiu efetuar as prisões após perseguição. Os bandidos utilizaram um maçarico na ação.
 

02 DE MARÇO

Um grupo fortemente armado atacou durante a madrugada a agência do Bradesco da cidade de Pedra Branca. Na ação, o grupo usou explosivos e destruiu parte da agência. Segundo a polícia, a ação envolveu cerca de dez homens.
 

20 DE FEVEREIRO

Uma quadrilha portando armas longas atacou um carro-forte na BR-304, em Aracati, Litoral Leste do Estado, já próximo à divisa com o Rio Grande do Norte, no fim da tarde. Os criminosos chegaram a usar explosivos no ataque, deixando o veículo em chamas. No entanto, nenhuma quantia foi levada na ação. O ataque ocorreu a cerca de 50 quilômetros da sede do Município, em uma localidade conhecida como Cacimba Funda. A quadrilha chegou a trocar tiros com os vigilantes do carro-forte, mas ninguém ficou ferido.

17 DE FEVEREIRO

Um grupo fortemente armado explodiu durante a madrugada a agência do Banco do Brasil da cidade de Saboeiro (430 km de Fortaleza, na Região dos Inhamuns). Segundo o Comando de Policiamento do Interior, cerca de 15 homens armados de pistolas, fuzis e escopetas ocuparam o município. Parte do grupo atirou contra o destacamento da Polícia Militar, enquanto outro grupo atacou a agência, mas não conseguiram levar o dinheiro.
 

14 DE FEVEREIRO

Bandidos invadiram durante a madrugada uma agência bancária do Bradesco em Redenção, no Maciço de Baturité. De acordo com as informações da polícia, os criminosos tentaram arrombar o cofre, mas não conseguiram. Acabaram fugindo sem levar o dinheiro.
 

09 DE FEVEREIRO

Duas pessoas foram feitas reféns após uma quadrilha explodir a Caixa Econômica Federal de Tamboril (288 km de Fortaleza). Os criminosos entraram em confronto com a Polícia Militar (PM). De acordo com o 7º Batalhão da PM (7º BPM), por volta das 21h30min, testemunhas relataram ter visto cerca de 20 homens da quadrilha. A PM foi acionada no momento em que os criminosos fugiam. Eles fizeram “cordão humano” para impedir aproximação. Em seguida, fugiram em dois carros. Os veículos eram de um dentista e do dono de uma farmácia, que ficaram sob poder dos criminosos.
 

08 DE FEVEREIRO

Por volta de 3h da madrugada, assaltantes tentaram arrombar a agência da Caixa Econômica Federal, em Barbalha, na região do Cariri. Eles tentaram violar os caixas eletrônicos do autoatendimento com o auxílio de uma furadeira. Apesar de muita fumaça, eles não conseguiram levar nada.
 

06 DE FEVEREIRO

Uma agência do Banco do Brasil foi atacada durante a madrugada em Tejuçuoca (144km de Fortaleza). Lá, o grupo destruiu a agência usando explosivos e fugiu deixando notas de dinheiro nos arredores do local. O grupo dividiu-se em dois: uma parte se dirigiu ao destacamento policial impedindo a saída dos militares, enquanto a outra praticava o crime. Quando o banco foi explodido, o grupo que dava suporte próximo ao destacamento trocou tiros com a polícia.

04 DE FEVEREIRO

Um arrombamento a uma agência bancária foi registrado em Juazeiro de Norte, na Região do Cariri. De acordo com a Delegacia Regional de Juazeiro do Norte, os criminosos não conseguiram levar nenhuma quantia em dinheiro. O caso foi na agência do Banco do Brasil. A polícia apurou que, entre 20h e 21h, enquanto acontecia uma festa em uma chácara, localizada nos fundos da agência, homens abriram um buraco na parede que dá acesso ao banco. O gerente da agência acionou a polícia, após identificar a movimentação pelas câmeras de segurança. A polícia cercou local, com apoio de aeronave, mas os suspeitos conseguiram fugir.
 

03 DE FEVEREIRO

Uma quadrilha explodiu os cofres de dois bancos do município de Missão Velha, a 504,8 km de Fortaleza, durante a madrugada. Segundo a polícia, o grupo deixou as agências do Bradesco e do Banco do Brasil parcialmente destruídas. De acordo com um morador da cidade, o teto dos bancos caiu devido à explosão. Os suspeitos se dividiram em dois grupos: um fechou a entrada da cidade para evitar reforço policial, enquanto outro se dirigiu aos bancos. Houve troca de tiros com a polícia. Moradores foram feitos reféns pelos assaltantes durante a fuga.
 

1º DE FEVEREIRO

A agência do Banco do Brasil do município de Aiuaba (457,8 km de Fortaleza, na microrregião do Sertão de Crateús) foi atacada por volta das 2h30min, por uma quadrilha composta por cerca de dez homens. Os criminosos usaram explosivos na ação e efetuaram vários disparos, provocando pânico entre a população.
 

26 DE JANEIRO

Um grupo criminoso explodiu um caixa eletrônico de um posto bancário do Bradesco, durante a madrugada, em Tarrafas (458 km de Fortaleza). Entretanto, os suspeitos não conseguiram levar o dinheiro do banco.

24 DE JANEIRO

Um grupo armado explodiu uma agência bancária do Bradesco, durante a madrugada, em Itaiçaba (164 km de Fortaleza). A ação foi informada à Polícia por moradores da cidade. Não há informações sobre a quantia levada.

20 DE JANEIRO

Dois homens foram presos após tentarem arrombar o caixa eletrônico de uma agência do Santander, na Rua Floriano Peixoto, no Centro da cidade, durante a madrugada. Eles foram surpreendidos por uma patrulha do Ronda do Quarteirão que passava pela via no momento. Os homens tentavam violar o equipamento com um maçarico.
 

14 DE JANEIRO

Em uma ação ousada, bandidos arrombaram durante a madrugada um caixa eletrônico da Caixa Econômica Federal, dentro da Secretaria de Educação, em Juazeiro do Norte, na região do Cariri. De acordo com os vigilantes, que foram amarrados, os assaltantes teriam chegado armados e encapuzados, rendendo os dois. Em seguida, eles destruíram o caixa eletrônico usando um maçarico. A ação durou poucos minutos.
 

10 DE JANEIRO

Um grupo de homens fortemente armados explodiu uma agência do Banco do Brasil, durante a madrugada, em Milhã. Os criminosos sitiaram a cidade e cercaram o destacamento policial, mas não houve confronto. A ação foi registrada por volta das 2 horas da madrugada, quando os suspeitos efetuaram disparos contra a agência bancária. Dentro do banco, eles explodiram os caixas eletrônicos e roubaram uma quantia em dinheiro não informada pela Polícia Militar.

09 DE JANEIRO

Uma 'saidinha bancária' foi registrada durante a tarde, em Caucaia. A vítima, um empresário do ramo alimentício, teve R$ 75 mil levados durante a ação, de acordo com a Polícia Militar. O empresário contou à PM que foi abordado por dois suspeitos armados em uma moto amarela, na saída do Banco do Nordeste. Os criminosos fugiram sem ser identificados. A ação ocorreu às 13h30min. 

06 DE JANEIRO

Quatro homens invadiram durante a madrugada uma agência do Banco do Brasil na Avenida José Bastos e levaram dinheiro do caixa eletrônico. Os criminosos utilizaram um maçarico para ter acesso ao cofre.

Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras

Veja mais

 
SINDICATO DOS BANCÁRIOS DO CEARÁ
   Rua 24 de Maio 1289 - Centro - Fortaleza - Ceará CEP 60020-001
(85) 3252 4266 / 3226 9194 - bancariosce@bancariosce.org.br
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
  www.igenio.com.br