Primeiro trimestre do ano registra 29 ataques a bancos ou a cidadãos no CE

13


O Sindicato dos Bancários do Ceará contabilizou no primeiro trimestre de 2013 um total de 29 ataques a bancos e cidadãos – um número a mais do que o registrado no primeiro trimestre do ano passado, quando se contabilizou 28 ataques. Somente em março foram 11 ataques, com sete saidinhas bancárias durante o mês – quatro apenas em uma tarde. Em janeiro e fevereiro foram nove ataques em cada mês. Vale ressaltar que no primeiro trimestre de 2011 foram registrados apenas cinco ataques.


Os ataques de março começaram já no primeiro dia do mês, quando dois homens armados foram presos após uma saidinha bancária no Meireles, em Fortaleza. A vítima havia sacado R$ 2 mil em uma agência do Itaú. Os criminosos seguiram a vítima de moto e a abordaram em local próximo ao banco. Em seguida, os assaltantes fugiram e tentaram se esconder em um condomínio próximo ao local do assalto. No entanto, foram alcançados pela Polícia. Com eles, foi encontrada a quantia em dinheiro roubada e apreendida uma arma de fogo.


Já no dia 5/3 foram dois ataques: um furto de malote e uma saidinha. Em Fortaleza, após sair de uma agência do Bradesco, um homem foi abordado por dois assaltantes em uma moto. Mesmo não reagindo e entregando o dinheiro, a vítima levou uma coronhada. Já no Crato, um malote foi furtado da agência do Banco do Brasil.


No dia 8/3, uma tentativa de assalto a um carro forte no Mercado São Sebastião, em Fortaleza terminou de forma trágica, com duas mortes. Um vigilante foi baleado e morreu no local. Um assaltante também foi morto, quando tentava fugir da Polícia. Além deles, um transeunte ficou ferido. Dois suspeitos de ter participação na tentativa de assalto ao carro forte foram detidos pela Polícia e os malotes recuperados.


Nova saidinha bancária aconteceu no dia 11/3, quando a polícia prendeu dois homens que abordaram uma vítima que acabava de sair do Bradesco, no Centro de Fortaleza.


Já no dia 20/3 foram registradas quatro saidinhas bancárias em menos de duas horas também na Capital.  A primeira aconteceu no bairro Dionísio Torres. O caso tratou-se apenas de uma tentativa, porque a vítima reagiu e foi baleada na mão. O segurança de um shopping próximo ao local do crime atirou contra um dos assaltantes que, mesmo baleado, ainda conseguiu fugir. No início da tarde, os assaltantes levaram R$ 7 mil de uma mulher que saía de um banco na Silva Paulet, próximo à Av. Santos Dumont, no bairro Aldeota. Logo depois, na avenida Dom Luís, no Meireles, os assaltantes levaram R$ 16 mil de um cliente que saía do banco Itaú. Por volta das 15 horas, em um banco na Pontes Vieira, no bairro Joaquim Távora, os assaltantes levaram R$ 250,00 do dono de uma padaria que fica localizada em frente ao banco em que ele fez o saque.


Já no dia 21/3, um homem foi preso acusado de furtar R$ 40 mil de uma agência do Banco do Brasil, em Boa Viagem (221 km de Fortaleza). Segundo informações do Comando de Policiamento do Interior (CPI), o acusado saiu ferido na fuga em consequência da quebra das vidraças da agência.


O último ataque do mês aconteceu no dia 27/3 quando bandidos tentaram arrombar a agência do Banco do Brasil em Parambu, nos Inhamuns, recentemente inaugurada.