1º de Maio de luta em defesa dos trabalhadores

13


Democracia. Direitos. Trabalho. Educação. É em defesa dessas bandeiras que os trabalhadores devem sair às ruas na próxima sexta-feira, dia 1º de Maio, Dia do Trabalhador. O Sindicato dos Bancários do Ceará participa da atividade dizendo NÃO ao PL 4330 e denunciando à sociedade os prejuízos da aprovação do projeto para a classe trabalhadora.


A mobilização dos trabalhadores cearenses, encabeçada pela CUT, CTB e movimentos sociais parceiros, acontece a partir das 8h, na Praça da Juventude da Cruz Grande, em frente à UECE, na Av. Dedé Brasil (Serrinha). No local, haverá atividades culturais como oficinas de grafitagem e hip-hop, entre outras promovidas pelos diversos movimentos sociais participantes. Em seguida, haverá um ato político, com uma caminhada dos trabalhadores pelas ruas do bairro.


Bancários contra o PL 4330 – Carlos Eduardo Bezerra, presidente do Sindicato dos Bancários, ressalta a importância dos bancários se engajarem na luta contra o PL 4330, que legaliza a terceirização sem limites no Brasil. Ele classifica a aprovação do PL como a “desorganização do trabalho, dos sindicatos, dos direitos garantidos nas negociações coletivas”. “Nós queremos uma outra agenda, que venha a valorizar o trabalho e não precarizar”, comentou ressaltando que o Sindicato vai continuar firme na defesa dos direitos historicamente conquistados pelos trabalhadores e fortemente ameaçados pela aprovação do projeto na Câmara dos Deputados.


Sessão Solene – A Assembleia Legislativa do Ceará realiza no próximo dia 30 de abril (quinta-feira), a partir das 16h, uma sessão solene em homenagem à CUT Ceará e ao Dia do Trabalhador.