27º Conecef reúne empregados de todo o País

31

O 27º Congresso Nacional dos Empregados da Caixa Econômica Federal (Conecef), acontecerá nos dias 9 e 10/7, em São Paulo. O Sindicato dos Bancários do Ceará realizou, dia 18/6, o Encontro Estadual para a escolha de seus delegados e observadores a esse Congresso. A delegação do Ceará terá 11 delegados (oito da ativa e três aposentados).


Os pontos do temário do 27º Conecef são: organização do movimento; saúde do trabalhador; condições de trabalho; Saúde Caixa; Funcef/Aposentados; segurança bancária; correspondente bancário; jornada de trabalho; Sistema de Ponto Eletrônico (Sipon); conselheiro representante e isonomia de direitos entre novos e antigos empregados, entre outros assuntos.


O 27º Conecef reunirá um total de 406 delegados, entre empregados da ativa e aposentados, além de observadores. As diretrizes para a organização do 27º Conecef foram aprovadas pela Contraf/CUT, assessorada pela CEE/Caixa.


Os integrantes da CEE/Caixa – um por federação e um representante da Contraf/CUT – participam do 27º Conecef na condição de delegados natos. Com direito apenas a voz, os observadores foram indicados no limite de até 10% da delegação efetiva. Para o 27º Conecef, o critério de participação foi estabelecido em um delegado para cada 300 empregados da Caixa na base, ou fração maior ou igual a 150, considerada a base estadual e garantindo-se dois delegados por estado, no mínimo.


Os fóruns preparatórios foram de caráter estadual ou regional, sendo que cada delegação ficou limitada a 50% do número de participantes nesses fóruns. Fica assegurada ainda a cota de 30% de gênero, conforme critérios estabelecidos pela Central Única dos Trabalhadores (CUT).


A participação dos aposentados fica assegurada na mesma proporção dos empregados da ativa, garantindo-se, no mínimo, um delegado por estado. Tal como ocorreu em anos anteriores, a edição 2011 do Conecef antecede a 13ª Conferência Nacional dos Bancários, de modo a facilitar os debates acerca das especificidades dos empregados da Caixa, durante as negociações da mesa permanente.

PRINCIPAIS REIVINDICAÇÕES DOS EMPREGADOS DA CAIXA

• Combate à terceirização;

• Combate ao assédio moral;

• Luta pela isonomia;

• Revisão dos processos de promoção;

• Processo Seletivo Interno com transparência;

• Valorização do papel de banco público com valorização do empregado

• Organização do movimento;

• Saúde do trabalhador;

• Condições de trabalho;

• Saúde Caixa; Funcef/Aposentados;

• Segurança bancária;

• Correspondente bancário;

• Jornada de trabalho;

• Sistema de Ponto Eletrônico (Sipon);

• Conselheiro representante

• Isonomia de direitos entre novos e antigos empregados.