3º lugar em 1938 e decepção em 1950

64

Durante a Copa do Mundo de 1938, na França, o Brasil foi finalmente representado pelos seus melhores jogadores, entre os quais, Leônidas da Silva, Domingos da Guia, Romeu, Tim, Perácio e o goleiro Válter.

O Brasil estreou contra a Polônia numa partida dramática. Venceu fácil o primeiro tempo, mas foi surpreendido pela equipe adversária no segundo tempo, empatando o jogo por 4 a 4. Na prorrogação, o Brasil passou novamente à frente com dois gols de Leônidas, que já estava jogando sem chuteiras. Os problemas da partida continuaram, pois no intervalo choveu a cântaros, o que prejudicou em muito a Seleção brasileira. Quem mais sofreu na partida foi Domingos da Guia, o “Divino Mestre”, atuando bastante gripado, com 39 graus de febre, causa de sua mais fraca atuação nesse Mundial.

O segundo jogo, contra a Tchecoslováquia foi considerado o mais violento, com três expulsões. O meio tcheco Nejedly teve a perna fraturada. No tempo normal, o jogo acabou em 1 x 1 e na prorrogação, em 0 x 0. No jogo-desempate, dois dias depois, o Brasil venceu por 2 x 1. Já no terceiro jogo, contra a Itália, o Brasil perdeu por 2 x 1, ficando de fora da disputa pelo título máximo. A Seleção terminou a Copa de 38 em terceiro lugar após vencer a Suécia por 4 x 2. Essa foi a primeira Copa transmitida pelo rádio para os torcedores brasileiros.

A Copa de 1950 foi realizada no Brasil e para sua concretização, foi construído entre os anos de 1948 e 1950 o estádio do Maracanã. No entanto, essa Copa foi uma grande frustração à torcida brasileira: a perda do título mundial em pleno Maracanã, um mês depois de ter sido inaugurado.

A Seleção venceu o México (4 x 0), empatou com a Suíça (2 x 2), venceu a Iugoslávia (2 x 0), goleou a Suécia (7 x 1) e a Espanha (6 x 1). Diante da brilhante campanha, o clima era de total otimismo para a final com o Uruguai, que fez uma campanha sofrível. O primeiro tempo terminou em 0 x 0. O Brasil veio para o segundo tempo disposto a “liquidar a fatura” e logo de cara, marcou 1 x 0. No entanto, o Uruguai conseguiu virar o jogo e venceu por 2 x 1, levando o título. O silêncio dominou o Maracanã.