61º Salão de Abril: o lugar de todas as artes segue até final de maio

14

O circuito das intervenções acontece no Passeio Público, segue ao longo das Ruas Major Facundo e Senador Alencar, indo ao encontro do Centro de Referência do Professor – prédio da sede da Galeria Antonio Bandeira (Rua conde d’ Eu, 560, Centro). O tema do 61º Salão de Abril é “Qual o lugar da arte?”. A tradicional mostra de artes visuais é realizada pela Prefeitura Municipal de Fortaleza, através da Secretaria Municipal de Cultura. O Salão permanece em cartaz até 31 de maio, no local e ruas adjacentes do centro da cidade.


Um dos objetivos do Salão de Abril é o de tentar agregar os novos artistas a nomes reconhecidos nacionalmente, como os curadores Ivo Mesquita, Suely Rolnik e Jaqueline Medeiros. Este ano, o Salão confirma sua legitimidade perante à classe artística local e nacional: foram 405 obras inscritas, de 19 estados brasileiros, sendo São Paulo o estado com maior participação (123 inscritos).


Em seguida, o Ceará, com 77 trabalhos inscritos, e o Rio de Janeiro, 53. Entre os 30 selecionados estão pinturas, fotografias, instalações, intervenções urbanas, esculturas, desenhos, performances, objetos e vídeos. Todos os selecionados receberão um prêmio de incentivo à produção no valor de R$ 2,5mil. Além do caráter contemporâneo e não-competitvo, as obras possuem alto nível técnico e trazem idéias inovadoras, que instigam o espectador.

SERVIÇO:
Galeria Antonio Bandeira – Rua Conde D’Eu, 560, Centro Aberto à visitação de segunda a sexta-feira, das 8 às 18 horas e sábado das 8 às 18 horas.