A solidariedade dá o tom entre os trabalhadores

33

A Campanha de arrecadação de donativos para os desabrigados das enchentes no Estado, encampada pelo Sindicato dos Bancários do Ceará desde o dia 14/5, arrecadou, até agora, cerca de 1 tonelada de alimentos e mais de 500 peças de roupa e de cama, mesa e banho.


A iniciativa é do Sindicato dos Bancários do Ceará, em parceria com a Central Única dos Trabalhadores (CUT), Central dos Trabalhadores do Brasil (CTB) e sindicatos filiados. O Sindicato se articula também com as paróquias locais, que até agora foram as da Igreja Redonda, na Parquelândia e de Nossa Senhora de Fátima. As doações consistem em alimentos não-perecíveis, água potável e roupa, e a tenda da campanha permanece nas paróquias das 9 às 17 horas.


Para o diretor do Sindicato, Alex Citó, a experiência tem sido muito positiva: “nós conseguimos identificar solidariedade entre as pessoas, vemos isso aflorar”. Alex citou dois episódios que aconteceram no plantão da paróquia de Nossa Senhora de Fátima: um entregador de água passou em frente à praça enquanto fazia o seu trabalho e, após realizar suas entregas, resolveu aderir à campanha; um motorista de ônibus, também em horário de trabalho, demonstrou a sua solidariedade à causa dos desabrigados – parou o ônibus fora do ponto da parada, abriu a porta dianteira e deixou rapidamente a sua doação.


Segundo Alex, o fato dessa iniciativa que vai beneficiar trabalhadores do Interior há de vir de uma organização também de trabalhadores indica um processo de mudança na relação do Sindicato com as problemáticas que perpassam o mundo do trabalho. “O Sindicato, há um bom tempo, saiu da estrutura de luta somente sindical e ampliou suas ações para outras áreas da sociedade. No meio das pessoas atingidas há uma gama de trabalhadores”, disse Alex Citó.


A entrega do material doado durante a Campanha de arrecadação de donativos para os desabrigados das enchentes no Estado deverá ser feita através de uma articulação com os diversos sindicatos dos trabalhadores rurais e também movimentos sociais das cidades atingidas pelas enchentes. A previsão é de que isso aconteça na próxima semana.

MAIS:

• De acordo com dados da Defesa Civil do Ceará, 42 municípios estão em situação de emergência no Estado. Outros 23 estão em avaliação.


• Só no Ceará, são 259.355 pessoas atingidas pelas enchentes, enxurradas e desabamentos – destes, 67.189 estão desabrigados ou desalojados, e 12 faleceram.


• O Departamento de Meteorologia da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) informou que a previsão é de que as chuvas continuem acima da média em todo o Nordeste até julho.