Ação do Sindicato reintegra pela segunda vez bancário deficiente físico/PCD

40


O Sindicato dos Bancários do Ceará, através do seu Departamento Jurídico, conseguiu mais uma reintegração, desta vez junto ao Santander. Trata-se do funcionário Francisco Gilvan Brilhante Araújo, que entrou no banco na cota de deficiente físico em 2006, sendo reintegrado pela segunda vez na terça-feira, dia 10/4. O diretor do Sindicato, Eugênio Silva e um Oficial de Justiça acompanharam a reintegração do bancário na agência Praça Portugal, na Av. Santos Dumont.


Essa é a segunda vez que Gilvan foi reintegrado pelo Jurídico do Sindicato, que entrou com ação para defendê-lo novamente, com sucesso. A primeira reintegração do bancário ocorreu em fevereiro de 2013. Novamente, o Santander descumpriu a lei, uma vez que Gilvan Brilhante era o único deficiente físico na agência Shopping Benfica, onde trabalhava. De acordo com o artigo 93, da lei nº 8.213/1991, a dispensa do trabalhador reabilitado ou deficiente habilitado só poderá ser efetivada caso haja a contratação de substituto em condição semelhante.


O bancário reintegrado, Gilvan Brilhante, agradecido, ressaltou que em sua luta por justiça contou com o Sindicato, seus dirigentes e advogados em todas as horas. Ele lembra aos colegas, inclusive de outros bancos, que em momentos de dificuldade, perseguição, o Sindicato deve ser a primeira instituição a ser buscada.


“O SEEB/CE, através do Departamento Jurídico, vem trabalhando incessantemente na busca de corrigir as injustiças praticadas pelos bancos junto aos bancários. O Santander demitiu Gilvan Brilhante ilegalmente por duas vezes, fato esse que fez com que nosso Jurídico lograsse êxito nas três instâncias da Justiça do Trabalho”
Eugênio Silva, diretor do Sindicato dos Bancários do Ceará