Ações cada vez mais ousadas preocupam bancários cearenses

16

A questão da segurança nas agências do Interior desperta preocupação. Em Fortaleza e região metropolitana, os principais alvos são os carros fortes ou as chamadas “saidinhas” e “chegadinhas” bancárias. Uma coisa é comum em todos os casos: a ousadia dos assaltantes.

No último dia 30/4, dois bandidos morreram e outro foi baleado e preso em uma tentativa de assalto ao carro-forte da empresa Corpvs, em frente ao Banco do Brasil, na Aerolândia. A quadrilha formada por, pelo menos, oito homens usando coletes à prova de bala e armados com escopetas e pistolas, atacou o blindado na hora em que um dos vigilantes saía da agência. De acordo com testemunhas, houve troca de tiros entre os bandidos, os vigilantes e policiais militares que passavam pelo local. De acordo com a Polícia, nada foi levado.


Casos como esse provocam temor na população, mas não parecem despertar qualquer comoção nas direções dos bancos ou mesmo no poder público. Os principais alvos de assaltantes continuam sendo bancários do Banco do Brasil e do Bradesco, na capital e no interior do Estado.


“O Sindicato dos Bancários tem cobrado do Estado uma segurança pública eficaz e das direções dos bancos, mais medidas de segurança, mas não parece que isso gere preocupação para eles. Enquanto isso, bancários e população vivem aterrorizados”, ressaltou o diretor do Sindicato, Bosco Mota. E completa: “no entanto, nós vamos continuar cobrando do poder público que tome providências urgentes para garantir a segurança de funcionários, clientes e da população”.


Somente nos cinco primeiros meses de 2009 já foram 11 ações diretas contra agências bancárias e carros fortes no estado do Ceará. Em todo o ano de 2008 foram oito ações.

AÇÕES CONTRA BANCOS E CARROS FORTES EM 2009

30/4 Tentativa de assalto ao carro forte da empresa Corpvs, em frente ao BB Aerolândia. Dois bandidos mortos e um ferido e nenhuma quantia foi levada.

6/4 Invasão à agencia de Jijoca de Jericoacoara. Duas pessoas baleadas, todo o valor do cofre foi levado e o gerente foi feito refém.

13/3 Roubo de um malote a poucos metros da agência do Itaú, no Centro de Fortaleza. Dois vigilantes da empresa Brinks foram rendidos com pistolas.

25/2 Um homem armado invade a agência do BB de Cruz. Ele rendeu os dois vigilantes e, depois, seguiu até a bateria de caixas e fugiu levando R$ 70 mil.

22/2 Sequestro de dois funcionários do BB em Novo Oriente. Os assaltantes invadiram a casa dos bancários, fizeram suas famílias de reféns e se dirigiram ao banco. Os bandidos tiveram que fugir às pressas sem levar qualquer quantia porque o alarme da agência disparou.

16/2 Mais de R$ 1 milhão foi levado do BB de Quixadá através de um túnel, que foi descoberto no momento em que o gerente abriu o caixa forte da unidade.

9/2 Quatro bandidos com falsos uniformes da Polícia Federal atacaram a agência do BB de Icó, levando todo o dinheiro do cofre-forte e da bateria de caixas. No mesmo dia, dois táxis transportando malotes das agências do Bradesco de Tauá e Iguatu foram assaltados.

30/1 Assalto à agência do BB de Palhano. Quatro homens em duas motos entraram na agência, anunciaram o assalto e levaram alguns malotes contendo dinheiro.

9/1 Três homens armados assaltaram a agência do Banco Rural na Aldeota. Os assaltantes roubaram cerca de R$ 74 mil, levaram a fita do circuito interno de TV e fugiram a pé.

5/1 Assalto à agência do BB de Jaguaruana. Seis assaltantes encapuzados invadiram a unidade logo que ela foi aberta para o pagamento de aposentados, pensionistas e correntistas, após o feriadão de Ano-Novo. A ação durou menos de 5 minutos.