Acordo Coletivo do BNB traz avanços quanto à isonomia

42

O acordo coletivo dos funcionários do BNB foi assinado no último dia 7/3, na sede administrativa do Passaré. Com a assinatura ficam assegurados avanços importantes quanto a isonomia entre novos e antigos funcionários, tais como: empréstimo de férias, indenização de folgas e ausências abonadas, ponto eletrônico, além do cumprimentos de todas as cláusulas econômicas previstas na Convenção Coletiva da Fenaban, inclusive a 13ª cesta-alimentação.


O presidente do banco, Roberto Smith e o diretor administrativo, Osvaldo Serrano, estiveram presentes à assinatura, além da ouvidora Zilana Ribeiro, a superintendente de Desenvolvimento Humano, Eliane Brasil e representantes de vários sindicatos que integram a Comissão Nacional dos Funcionários do BNB (CNFBNB/Contraf-CUT), sob a coordenação do diretor financeiro da Contraf-CUT, Sérgio Braga. O banco se comprometeu em implementar imediatamente as condições para que os novos funcionários possam requisitar seus empréstimos de férias, retroativos a 1º/9/2007.


“Conseguimos alguns avanços nesse acordo, mas muito ainda há para se conquistar. Por exemplo, o adicional da PLR, mesmo sendo o segundo ano consecutivo que é pago aos funcionários dos demais bancos, mais uma vez os bancários do BNB não tiveram direito a esse benefício, que é uma de nossas metas para o próximo acordo”, afirmou o coordenador da Comissão Nacional dos Funcionários do BNB (CNFBNB/Contraf-CUT), Tomaz de Aquino. E completa: “Como a mesa é permanente, esperamos que os avanços também sejam permanentes”.


O presidente do BNB, Roberto Smith, ressaltou a abertura de diálogo com os trabalhadores na sua gestão e classificou o acordo coletivo 2007/2008 como positivo. “Avançamos, mas há muito o que fazer. No entanto, isso é bom porque é da natureza humana lutar por novas conquistas”, finalizou.