Adesão à greve no BB e CEF é de quase 100% em Fortaleza

30

       

O sexto dia de greve dos bancários no Ceará continuou com grande adesão da categoria, especialmente nos bancos públicos Caixa e BB. Nesta terça-feira, 29/9, a Tribuna Bancária voltou a percorrer os principais corredores financeiros de Fortaleza e constatou que a maioria das agências da cidade está efetuando apenas o auto-atendimento. Já nas unidades da Caixa Econômica Federal, a paralisação é total.


No Banco do Nordeste do Brasil e Banco do Brasil localizados à Santos Dumont apenas o auto-atendimento funcionava. Se no BNB o movimento era mínimo, no BB, a bandinha animava a intensa circulação de clientes.


Já na Caixa da Avenida Pontes Vieira, a paralisação era de 100%. Cerca de 10 empregados da unidade estavam às portas do local pedindo a compreensão e o apoio da clientela. Segundo um dos manifestantes, a mesma movimentação já havia acontecido na segunda-feira. Ele também garantiu que ela deve permanecer nos próximos dias.


No Centro Administrativo do BNB, no Passaré, a adesão era bem maior do que a registrada nos últimos dias. De acordo com o diretor do Sindicato dos Bancários, Pedro Moreira, uma manifestação com a participação de cerca de 80 pessoas ocorreu na entrada principal por volta das 9h30. Pedro destacou algumas áreas do Centro em que a paralisação foi significativa, como a Central de Retaguarda, a Central de Orientação ao Cliente Interno e a Área de Tecnologia. “Outras áreas pontuais também tiveram uma grande adesão”, afirmou.


Nas unidades do Banco do Brasil, especialmente na Praça dos Correios, Praça do Carmo e Barão do Rio Branco, os funcionários estavam de braços cruzados, com apenas o auto-atendimento funcionando. O funcionalismo está indignado com a postura do BB, que lucrou além do esperado, mas não quer dividir os lucros com os bancários.