Adiada quarta reunião sobre eleições democráticas no SantanderPrevi

27

O Santander adiou a quarta reunião do grupo de trabalho que está discutindo mudanças no processo eleitoral do SantanderPrevi e que seria realizada na sexta-feira, dia 4/5, em São Paulo. A última aconteceu no dia 13/4, quando o banco espanhol frustrou a expectativa dos participantes ao não trazer uma resposta para as demandas dos bancários.


A proposta da Contraf-CUT, sindicatos e federações para a construção de regras democráticas e transparentes para as eleições do plano de previdência complementar, que já tem mais de 44 mil participantes, foi entregue aos representantes do Santander na segunda reunião, ocorrida no dia 23/3.


A reivindicação dos bancários é que o pleito seja coordenado por uma comissão eleitoral paritária, formada por representantes de participantes e banco, onde serão estabelecidos prazos e critérios para a eleição.


“Esperamos a marcação de uma nova data o mais breve possível e que o banco traga uma resposta satisfatória para as nossas reivindicações”, afirma a coordenadora da Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Santander, Maria Rosani.


A constituição do grupo de trabalho está prevista na cláusula 33ª do acordo aditivo assinado entre as entidades sindicais e o banco. O objetivo é garantir democracia e transparência no processo eleitoral do SantanderPrevi, a exemplo das eleições no Banesprev.