Aposentada une-se aos bancários em manifestação no Santander

43

Foto: Drawlio JocaFoi uma manhã diferente para a dona Benedita Carvalho. No seu aniversário de 85 anos, na manhã da quarta-feira, 30/4, ela foi ao banco Santander da Aldeota e encontrou as portas fechadas. A aposentada entendeu os motivos da mobilização, puxada pelo Sindicato dos Bancários do Ceará e deu o seu apoio às reivindicações dos bancários. O ato integrou a campanha contra o assédio moral e por melhores condições de trabalho nas agências do Santander, paralisando as atividades locais por uma hora.


O diretor do Sindicato dos Bancários do Ceará, Aílson Duarte, denunciou a política de maus-tratos praticada pela gerente da agência. “A suspensão das atividades por uma hora é para mostrar aos clientes o tratamento que é dado aos funcionários desta empresa. Queremos uma solução urgente por parte dos gestores”.


Já o diretor do SEEB/CE, Tomaz de Aquino, ressaltou que se a direção do banco não mudar a postura de assédio moral, o Sindicato encaminhará o caso para os órgãos responsáveis. Ele observou ainda que os clientes entendem esse tipo de manifestação. “Sabemos que a população nos apóia, porque nossa luta não é corporativa. Nossa luta é por cidadania, pois as mesmas empresas que não dão condições de trabalho aos funcionários são as que exploram os clientes”.


O representante da Comissão Nacional dos Aposentados do Banespa (hoje administrado pelo Santander), Herbert Moniz, fez um discurso apaixonado em defesa dos trabalhadores do banco. “Quero ressaltar que o meu Sindicato, o do Ceará, ao lado do Sindicato de São Paulo, da Contraf-CUT e da Fetec/NE, vai continuar e dizer de alto e bom som: Basta, Santander! Chega de tanto assédio moral”.


Após a paralisação, os diretores do Sindicato dos Bancários foram recebidos pelo superintendente regional da empresa, Gildásio de Oliveira, que se comprometeu a estudar a situação dos empregados locais, podendo tomar atitudes concretas a partir dos resultados.


Dona Benedita foi embora feliz, após presenciar a bandinha do Sindicato dos Bancários tocar “Parabéns para você”. “Fizeram uma festa para mim como nunca tinham feito antes. Estou muito emocionada”, afirmou a aposentada ao sair do banco.