Assembléia dia 24/6 dos bancários do BB define greve de 24 horas

47

O Sindicato dos Bancários do Ceará convoca os funcionários do Banco do Brasil para assembléia específica da categoria, que será realizada na terça-feira, dia 24/6, às 19h, na sede do Sindicato, para votar o indicativo de greve de 24 horas. “A greve de 24 horas é nossa resposta à intransigência do Banco do Brasil”, afirmou o presidente interino do Sindicato e funcionário do BB, Carlos Eduardo.


Na rodada de negociação do dia 6/6, a direção do Banco do Brasil rejeitou praticamente todas as reivindicações da campanha “Acorda BB – Banco para o Brasil”, apresentadas pela Comissão de Empresa: a volta do pagamento das substituições, a convocação dos aprovados no concurso, mais contratações, o fim do projeto de extinção dos caixas-executivos, o fim do assédio moral e das metas abusivas, entre outras reivindicações.


Diante da postura intransigente do banco, o Sindicato dos Bancários do Ceará, seguindo a orientação da Contraf-CUT, intensifica a necessidade de paralisação de 24 horas, dentro da Campanha Acorda BB – Banco para o Brasil.