Assinada 24ª Convenção Coletiva de Trabalho

9


A Contraf-CUT, federações e sindicatos assinaram com a Fenaban no dia 3/11, em São Paulo, a 24ª Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), resultado de 21 dias de paralisação (no Ceará foram 23 dias de greve) que garantiu reposição integral da inflação e aumento real. Na mesma ocasião, foram assinados os acordos aditivos específicos com o Banco do Brasil, com a Caixa, com o BNB, com HSBC e com o Itaú.


Roberto von der Osten, presidente da Contraf-CUT e um dos coordenadores do Comando Nacional dos Bancários, comemorou o fim de um difícil processo de negociação. “Foi uma campanha duríssima, quem sabe a mais dura destes vinte anos e conseguimos manter um ciclo de ganho real. Foi uma luta heróica para manter o acúmulo de conquistas para a campanha do ano que vem. Para isso, nos organizamos e a próxima será melhor, como a última foi mais heróica que a anterior. Com esse espírito de unidade e determinação é que vamos começar a campanha de 2016”, completou.


Com o HSBC – O Comando Nacional dos Bancários conseguiu garantir em negociação com o HSBC, o pagamento da gratificação de R$ 3 mil diante de um quadro em que o banco está saindo do Brasil e, além disso, ofereceu uma PLR pequena aos trabalhadores, em torno de R$ 250,00.


Com o Itaú – O Comando garantiu aos funcionários do Itaú o PCR (Programa Complementar de Resultado) no valor de R$ 2.285,00. Caso o retorno sobre o patrimônio líquido (ROE) do banco, no final de 2015, seja maior que 23%, o PCR subirá, em 2016, para R$ 2.395,00.