Associados do Plano 1 têm novas condições no Empréstimo Simples

11

A Previ ampliou de R$ 100 mil para R$ 110 mil o teto do Empréstimo Simples (ES) para os participantes do Plano 1. A mudança faz parte da revisão anual e vale para as operações contratadas desde a 0h do dia 9/11. Aqueles que possuem operações ativas serão liberados da carência de seis prestações pagas para que possam fazer a renovação dentro das novas condições.


“O Conselho Deliberativo da Previ sempre cobra da diretoria que aumente o prazo e o valor do empréstimo simples, dentro dos limites que não prejudiquem a saúde financeira da Previ. Vamos continuar cobrando estudos anuais nesse sentido, tendo em vista os interesses dos beneficiários e do fundo”, afirma Miriam Fochi, conselheira deliberativa eleita da Previ e secretária de Assuntos Jurídicos da Contraf-CUT.


A revisão dos parâmetros do Empréstimo Simples é feita mediante estudos técnicos e reafirma o compromisso da Previ na busca pelas melhores condições e benefícios adequados à realidade e necessidade do conjunto de participantes da entidade.

Além do teto, outros parâmetros foram mudados, como:


• aumento do teto de R$ 100 mil para R$ 110 mil;


• exclusão da contribuição da CAPEC na apuração da margem consignável para fins exclusivos de concessão e renovação de ES para o Plano 1;


• alteração da segmentação de duas para três faixas etárias de cobrança de taxas para composição do Fundo de Quitação por Morte;


• possibilidade de contratação de até 2 ES Rotativo, limitado ao novo teto;


• extinção da linha de crédito ES Curto Prazo.


Foram mantidos o prazo de pagamento de 96 meses, considerado adequado às características da linha de Empréstimo Simples; a suspensão da cobrança da taxa do Fundo de Liquidez; a carência de 6 prestações pagas por operação; e a taxa de administração de 0,2% sobre o valor bruto da concessão.

Confira as condições do Empréstimo Simples para o Plano 1:


• Teto de concessão de R$ 110 mil;


• Prazo de pagamento de 96 meses;


• Carência de seis prestações pagas para renovações;


• Taxa de Administração em 0,2% sobre o valor bruto de concessão;


• Cobrança da Taxa do Fundo de Liquidez suspensa até a próxima reavaliação;


• Segmentação em três faixas etárias de cobrança de taxas para composição do Fundo de Quitação por Morte: 0,7% a.a. para os participantes com idade até 59 anos, 1,2% a.a. para participantes com idade de 60 a 69 anos e de 2,5% a.a. para participantes com idade a partir de 70 anos;


• Exclusão da contribuição da CAPEC na apuração da margem consignável para fins de concessão/ renovação de ES;


• Disponibilização de até duas operações de ES Rotativo, respeitando o limite de crédito individual e o novo teto da tabela, além da operação de ES Finimob;


• Extinção da linha de crédito ES Curto Prazo, mantendo-se vigentes as operações em ser até a quitação antecipada pelo mutuário ou liquidação por fim de prazo.


Reaberto Empréstimo Simples para o Previ Futuro

Estão reabertas desde o dia 4/11, as operações de Empréstimo Simples para os participantes do Previ Futuro. As condições são as mesmas vigentes antes da suspensão das concessões/renovações, em 22/06.


As operações haviam sido temporariamente suspensas devido ao atingimento do limite de 14% dos recursos garantidores do Plano destinado a operações de Empréstimo Simples. A queda do percentual de comprometimento dos recursos garantidores para 12% tornou possível a reabertura das operações.