Ato de protesto e self service sindical mobilizam bancários do BNB

33

O Sindicato dos Bancários do Ceará realizou na última quinta-feira, dia 25/9, às 13 horas, ato de protesto na agência Fortaleza-Centro do BNB, dentro das atividades do Dia Nacional de Luta da Campanha Nacional deste ano, que envolveu ainda manifestações, na parte da manhã, em várias agências bancárias do Centro.

No BNB, a idéia foi reunir os funcionários da agência para debater as reivindicações da categoria nas mesas geral e específica, ao tempo em que usufruíram de um “serf-service” sindical à base de frutas e sucos tropicais, frios, pães e patês. A ocasião serviu também para dialogar com a sociedade sobre o papel social dos bancos estatais, ainda longe do atendimento que a população necessita.


Os diretores do Sindicato explicaram para os bancários que os banqueiros, apesar de terem mantido lucros bilionários, querem pagar PLR menor do que no ano passado e que, no caso do BNB, o lucro já garante pagar PLR igual aos demais bancos. “Se os banqueiros insistirem nessa proposta de PLR reduzida e índice sem aumento real, os bancários irão à greve”, disse Marcos Vandaí, representante da Contraf-CUT.


“O protesto é uma preparação à paralisação de 24 horas do dia 30 e uma reposta aos banqueiros que estão empurrando os bancários da mesa de negociação para a greve”, completou.


Tomaz de Aquino, coordenador da Comissão Nacional dos Funcionários do BNB, lembrou a questão da isonomia e a luta que o Sindicato faz para o retorno dos anuênios e pela solução de outras pendências, como a licença prêmio. “A presença dos bancários do BNB neste ato é um sinal positivo de que todos estão engajados na campanha. As negociações não avançam e após seis rodadas de negociações, os banqueiros disseram “não” pra todas as propostas até agora apresentadas pelo Comando. Nossa luta é por melhores condições de vida para os trabalhadores e para os clientes”, completou.