Ato dos bancários exige PCCS e novo plano odontológico

14

O Dia Nacional de Luta no Banco do Brasil, no Ceará, foi marcado por um ato realizado pelo Sindicato dos Bancários do Ceará no prédio do BB na Praça do Carmo, no dia 23/6. Na manifestação, os diretores do SEEB/CE e os funcionários do BB distribuíram bananas entre os clientes e transeuntes, simbolizando “dar uma banana” ao descaso do banco em relação aos direitos dos bancários. O Dia Nacional de Luta é uma deliberação do 21º Congresso dos Funcionários do Banco do Brasil e protesta contra a demora do banco em apresentar uma proposta de novo Plano de Carreira, Cargos e Salários (PCCS) e em implementar o novo plano odontológico.


O ato contou com uma ampla participação de bancários do prédio do BB na Praça do Carmo, das agências Empresarial Fortaleza, Gerat, Gecex e Comercial Centro, reunindo mais de 40 funcionários do BB. O presidente do SEEB/CE, Carlos Eduardo Bezerra, fez uma avaliação positiva da grande participação dos bancários, reforçando o poder de luta da categoria pelos seus direitos. Carlos Eduardo defendeu a urgência para que banco apresente uma proposta de PCCS digna. “O banco lucrou, no ano passado, 10 bilhões de reais, mas não apresentou até o presente momento um Plano de Cargos, Carreira e Salário aos funcionários”, disse.


O novo plano odontológico também é uma cobrança que os bancários fazem desde a greve da categoria em 2009 e que o banco prometeu apresentar uma proposta até 31 de janeiro de 2010, mas até agora não cumpriu com o acordo. Carlos Eduardo apontou a contradição do banco em realizar operações milionárias em compras de outros bancos, como a compra do banco da Patagônia, realizada em seis meses, e não consegue realizar a implantação de mecanismos que garantiriam a saúde dos bancários. “São 800 mil vidas deixando de ser assistidas!”, protestou o presidente do SEEB/CE.


Na manifestação, também foi lembrado dois recentes avanços nas negociações com o banco. O banco apresentou na última terça-feira, 22/6, o modelo de funcionamento e a nova estrutura para os Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (Sesmt), uma proposta para a volta da CCP (Comissão de Conciliação Prévia) que atende as reivindicações do movimento sindical e a criação oficial do Comitê de Ética.


Ao final, os clientes, bancários e transeuntes puderam apreciar um espetáculo humorístico dos artistas de rua Colorau & Neorlandio. Também participaram do ato, os diretores do SEEB/CE José Eduardo, Plauto Macedo, Luiz Roberto Félix (Bebeto), Carmen Araújo e Gabriel Motta.