Ato no BB Aldeota denuncia irresponsabilidade social dos banqueiros

19

O Sindicato dos Bancários do Ceará realizou na última quinta-feira, 3/9, ato no Banco do Brasil, na agência Aldeota, como parte das atividades da Campanha Nacional dos Bancários. Com o questionamento “Cadê a responsabilidade social?”, os diretores do Sindicato expuseram a problemática enfrentada pelos funcionários do BB: péssimas condições de trabalho, insegurança, terceirizações, aumento do número de correspondentes bancários, carência de funcionários etc.


Dentre as prioridades dos trabalhadores, está a criação de um Plano de Carreira, Cargos e Salários (PCCS), o fim da lateralidade e a volta do pagamento de substituições, o fim do voto de Minerva na Previ e o fim do assédio moral.


Para o presidente do SEEB/CE e funcionário do BB, Carlos Eduardo Bezerra, este capital poderia estar gerando desenvolvimento para o país, com juros mais baixos, proporcionando uma melhor distribuição de renda. “Os bancos abusam da população e dos bancários e nós queremos que a responsabilidade social seja de fato, não apenas propaganda; vamos lutar por salários decentes, dignidade dos trabalhadores, aumento real, PLR mais justa, saúde e proteção social”, afirmou o presidente.


Os trabalhadores do BB entregaram a minuta específica de reivindicações no último dia 17/8, entretanto, após duas reuniões de negociações, não houve qualquer avanço com a Fenaban.