Audiência na Justiça do Trabalho sobre demissões sem justa causa

64

No próximo dia 23/11, em Recife, acontece uma audiência na Justiça do Trabalho de Pernambuco sobre as demissões sem justa causa de dois funcionários do Banco do Nordeste do Brasil, lotados na capital pernambucana. Irão depor como testemunhas de defesa, o coordenador da Comissão Nacional dos Funcionários do BNB, Tomaz de Aquino e o diretor da AFBNB, Cláudio Rocha.

Os benebeanos demitidos foram punidos por entrarem na Justiça reivindicando horas extras trabalhadas e não pagas pelo banco. Marcos Antônio Viana Pereira da Luz tem mais de 30 anos de serviços prestados ao banco. Ruben Gouveia de Oliveira, 28 anos de BNB. Ambos da agência Agamenon, foram dispensados sem justa causa, contrariando a convenção da OIT – Organização Internacional do Trabalho, que garante que os trabalhadores não sejam demitidos sem motivação. No caso dos bancos federais, a legislação exige: para serem dispensados, só por justa causa e com abertura de inquérito administrativo. “Nós repudiamos essa atitude do BNB, inclusive organizamos movimento em defesa dos bancários injustiçados pela direção do banco”, disse Tomaz, de Aquino, coordenador da CNFBNB.

Campanha 2006 – A CNFBNB reúne-se no próximo dia 21/11, às 14h, na sede do Sindicato dos Bancários da Paraíba, em João Pessoa. O objetivo do encontro é tratar da continuidade da campanha salarial e da mobilização do funcionalismo.

“Como até o momento a direção do BNB não se posicionou sobre o fechamento do Acordo de 2006, precisamos programar os próximos passos para pressionar o banco, principalmente para recebermos a PLR da categoria”, afirmou Tomaz.