Bancário retrata em livro história do universo ferroviário no Ceará

22


Bacharel em Comunicação Social e Mestre em História Social pela Universidade Federal do Ceará (UFC), o funcionário do Banco do Nordeste do Brasil, Nilton Almeida, é autor do livro Rebeldes pelos caminhos de ferro: os ferroviários na cartografia de Fortaleza. 


Resultado da dissertação de mestrado defendida em 2009, o livro mostra os espaços do mundo ferroviário no tecido urbano de Fortaleza, analisando como os trabalhadores ferroviários participam da gênese da classe trabalhadora no Ceará, iniciando sua experiência nas disputas de poder de uma Fortaleza ainda provinciana.


A obra analisa as formas de sociabilidade e organização classista dos ferroviários cearenses, que criaram instituições e entidades de grande força e prestígio na vida local. O livro discorre sobre os lugares das lutas sociais empreendidas pelos ferroviários, destacando sua participação na derrubada da oligarquia de Nogueira Acióli até o apoio a Franco Rabelo.


Os ferroviários atingem o auge de sua organização sindical, nas décadas de 1950-60, transformando-se na “grande força operária”, como registram os versos de José Jatahy. Conscientes de seu papel, fazem greves, mobilizam-se contra a carestia, articulam-se com outras categorias, assumem a liderança do Pacto Sindical, interferem sobremaneira no cotidiano da cidade ainda dependente do transporte ferroviário. Como opção política, muitos de seus líderes ingressam no Partido Comunista Brasileiro.


A derrocada do movimento dos ferroviários e o desmantalamento de sua organização ocorrem a partir de 1964, quando o golpe civil-militar prende os ferroviários rebeldes e persegue-os, demitindo as lideranças. Desse estudo, enfim, emergem as memórias e lembranças de trabalhadores que alimentaram o desejo de uma nação com dignidade, tiveram seus sonhos desfeitos, mas deixaram exemplos de luta por liberdade, como se apreende dos relatos de familiares, filhos e viúvas desses homens que se tornaram sujeitos de uma Fortaleza rebelde.


Serviço:

Livro: Rebeldes pelos caminhos de ferro: os ferroviários na cartografia de Fortaleza

Autor: Nilton Melo Almeida

Editora SECULT/CE

O livro está à venda na sede da Associação Cearense de Imprensa (ACI),  na Rua Floriano Peixoto, 735 – 4.º andar – Centro.

Telefone: (85) 3226.6260

Preço: R$ 30,00