BANCÁRIOS ASSINAM ACORDO COM A FENABAN

36


Foi assinada dia 4/9 a nova Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria bancária em todo o país. A assinatura foi possível após aprovação em assembleias de bancários em sindicatos de todo o país do acordo entre o Comando Nacional dos Bancários e a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban). Também foram assinados na ocasião os Acordos Coletivos de Trabalho (ACTs) com o Banco do Brasil e com a Caixa Econômica Federal.


O acordo assinado com a Fenaban garante para este ano reajuste de 1,5% mais abono de R$ 2.000,00 e a reposição do INPC para demais verbas como vale-alimentação e vale-refeição, assim como para os valores fixos e tetos da PLR. Para 2021, haverá aumento real de 0,5% (INPC + 0,5%) e aumento real de 0,5% para salários.


“Esse acordo é resultado de muito trabalho, muita negociação feita pelo Comando Nacional, que é muito plural e tem muita unidade. Representamos em torno de 90% da categoria. Tivemos assembleias virtuais de fechamento com um público recorde votando. Foi com uma representatividade muito grande, com mais de 110 mil bancários que participaram dessas assembleias. Isso é muito importante”, afirmou a presidenta da Contraf-CUT, Juvandia Moreira, que é uma das coordenadoras do Comando Nacional dos Bancários.


CAMPANHA VIRTUAL – Neste ano atípico, a organização de uma campanha virtual na categoria foi importante. Bancários, no Brasil todo, puderam acompanhar todos os passos da campanha. Superamos um grande desafio, que foi fazer a negociação virtual, que nos permitiu fazer muitas reuniões. Conquistamos assim um acordo de dois anos que dá garantia da remuneração e, o mais importante, mantendo todos os direitos na nossa Convenção Coletiva de Trabalho.


Confira os principais pontos conquistados na CCT


• Manutenção de todos os direitos da CCT anterior;


• Reajuste: 2020 – Reajuste de 1,5% para salários + abono de R$ 2 mil para todos. INPC sobre VR, VA, auxilio creche/babá, valores fixos e tetos da PLR. 2021: Inflação + 0,5% de aumento real para salários e demais verbas, como VA, VR, auxílio-creche, valores fixos e tetos da PLR.


• PLR: Mantida a regra atual da PLR como está e corrigidos os valores fixos pela inflação (INPC 2020).


• Auxílios: Auxílio-refeição: de R$ 807,40 para R$ 829,52(INPC). Auxílio-alimentação: de R$ 636,17 para R$ 653,52(INPC). 13ª Cesta: de R$ 636,17 para R$ 653,52(INPC). Auxílio creche/babá: de R$ 488,61 para R$ 502,00(INPC)


• Gratificação de função: Mantida a redação de 2018.


• Home office: Todas os direitos previstos na CCT por dois anos também valem para esses trabalhadores que estiverem em teletrabalho. Compromisso de que quem está em teletrabalho hoje permanecerá enquanto a pandemia perdurar.


• Quando vem a PLR e o abono: Até 30/09/2020.