Bancários cobram adicional do Santander Banespa

19

Os representantes dos funcionários do Santander Banespa protocolaram um pedido de negociação junto à direção do banco para reivindicar o pagamento de R$ 1.000,00 para os funcionários do banco, referentes ao adicional à PLR. De acordo com a regra geral prevista em convenção coletiva da categoria, os bancos que registrarem lucro superior em pelo menos 15% em relação ao resultado do ano anterior devem pagar uma parcela que varia entre R$ 1.000,00 e R$ 1.500,00 aos funcionários. Em 2006, o lucro do Santander Banespa cresceu 14%.

De acordo com o balanço divulgado pela instituição financeira, o Santander Banespa registrou em 2006 um lucro líquido de R$ 1,260 bilhão. O resultado é 28% menor que o de 2005 (R$ 1,74 bi). Esse lucro só foi possível graças ao empenho dos bancários nitidamente identificado no aumento das operações de crédito, principal responsável pelo bom desempenho do banco. O Santander Banespa não pode deixar de retribuir a participação dos bancários. Tem de considerar a dedicação de todos que refletiu no aumento dos ganhos da empresa e pagar R$ 1.000,00 de adicional à PLR a seus funcionários.

A carteira de crédito do banco teve avanço de 29% e atingiu R$ 37,5 bilhões. O crescimento foi decorrente especialmente das operações feitas por pessoas físicas que subiram 32%, com destaque para financiamento de veículos e empréstimos consignados.

Prazo vai até 2/3 – Conforme a Convenção Coletiva 2006/2007 firmada com a Fenaban, os bancos têm prazo até o dia 2/3, para o pagamento da 2ª parcela da Participação nos Lucros ou Resultados (PLR). A fórmula desse acordo prevê que agora ocorrerá o pagamento de um valor adicional baseado no crescimento do lucro em relação ao ano anterior e de uma diferença da regra básica pelos bancos em que o crédito da primeira parcela ficou abaixo da distribuição de 5% do lucro. O Santander Banespa lucrou R$ R$ 1,260 bilhão em 2006. O Bradesco divulgou o balanço no dia 12/2, atingindo lucro de R$ 6,36 bi (15% a mais que o ano anterior). O Itaú divulgará seu balanço no dia 13/2 e Unibanco no dia 14/2.

O valor adicional representa 8% da variação nominal do lucro do banco na comparação entre 2005 e 2006, dividido de forma linear pelo número de funcionários. Caso essa variação supere 15%, o benefício será no mínimo de R$ 1.000,00 e no máximo R$ 1.500,00 para cada empregado.