Bancários começam a definir proposta de mídia para Campanha Salarial 2012

14

Objetivo é dialogar com a categoria e com a sociedade, de modo a pressionar os bancos e fortalecer a unidade de todos os bancários. Próxima reunião está agendada para o dia 14/6, às 14h, em São Paulo. Uma campanha de mídia nacional capaz de dialogar tanto com a categoria bancária quanto com a sociedade, pressionado os bancos e fortalecendo a unidade dos trabalhadores das instituições financeiras públicas e privadas, de modo a potencializar a marca da Campanha Nacional 2012.


Tendo essa premissa como meta, secretários de imprensa e profissionais de comunicação de 18 federações e sindicatos de bancários participaram na semana passada, em São Paulo, da primeira reunião para discutir a mídia da campanha salarial deste ano. O encontro seguiu decisão do Comando Nacional dos Bancários.


A reunião foi aberta com uma apresentação retrospectiva das campanhas de mídias dos bancários dos últimos 20 anos, feita pelo secretário de Finanças da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf/CUT), Roberto von der Osten (Betão), que representou o secretário de Imprensa, Ademir Wiederkehr, que estava de licença-médica.


Os debates tomaram por base os quatro grandes eixos da campanha salarial 2012: sistema financeiro nacional, emprego (demissões – rotatividade – contratações – terceirizações – correspondentes bancários), remuneração (aumento real – valorização dos pisos – PCSA – PLR – previdência complementar), saúde, condições de trabalho e segurança bancária. Esses eixos, aliás, foram apontados por seminário do Comando Nacional dos Bancários, promovido pela Contraf/CUT em 22 e 23/5, em São Paulo.

As reuniões para discutir a mídia da campanha salarial deste ano são abertas à participação de dirigentes do Comando Nacional, sindicatos e federações, especialmente diretores de comunicação e profissionais de imprensa das entidades.