Bancários da Caixa definem prioridades da mesa específica

19

A Comissão Executiva dos Empregados da Caixa Econômica Federal (CEE/Caixa), órgão da Contraf-CUT, debateu na reunião realizada em São Paulo, no dia 29/7, a estratégia da mesa específica dentro da Campanha Nacional 2009. Decidiu que entregará a pauta específica definida no 25º Conecef, realizado em Brasília no final de abril, no mesmo dia da entrega da minuta geral de reivindicações à Fenaban, que ainda não está marcada.


Os integrantes da CEE/Caixa também debateram, com base nas resoluções do Conecef, os temas prioritários da campanha específica: novo PCC, isonomia de direitos entre novos e antigos, ampliação dos direitos dos aposentados, contratação de novos empregados e melhoria das condições de trabalho, respeito da jornada de trabalho de 6 horas e democratização da gestão da empresa.


“A nossa expectativa, quando assinamos o acordo do ano passado, era que o PCC já estivesse resolvido antes do início da Campanha Salarial de 2009, conforme compromisso assumido pela empresa. Mas a Caixa não tem demonstrado disposição de cumprir o compromisso, por isso achamos importante desenvolver uma campanha específica para o PCC, com material de divulgação das propostas dos empregados”, afirma Jair Ferreira, representante da Fetec/Centro Norte e coordenador da CEE/Caixa.


A empresa também havia assumido o compromisso, na campanha passada, de equacionar o problema referente à manutenção do tíquete-refeição na aposentadoria para os empregados que ingressaram na Caixa antes de 1995 – o que até agora não ocorreu.


“Outra questão prioritária, que não dá para adiar mais, é a contratação de novos trabalhadores, diante do gigantesco aumento da carga de trabalho gerado, entre outras razões, pela ampliação da atuação da Caixa nos programas sociais do governo federal e da incorporação das atribuições dos caixas-retpv, que sobrecarregou as agências”, diz Jair.