Bancários da Caixa discutem Saúde Caixa e Funcef

39

Dialogar com os funcionários sobre a administração da Funcef e sobre a finalidade do Saúde Caixa. Foi com esse objetivo que o Sindicato dos Bancários promoveu, em parceria com Superintendências da Caixa, Agecef, Acea, Unei, Gipes/Fo e Apcef, na sexta-feira, 13/6, um evento no Edifício Sede do banco.


A Funcef foi destaque no primeiro momento do encontro. Para o empregado da Caixa, Marcos Saraiva, “a Funcef é a poupança que vai garantir efetivamente a aposentadoria dos bancários da instituição. Portanto, o Sindicato dos Bancários vai continuar lutando firme e forte para dialogar com a empresa e com os trabalhadores”.


Já o coordenador de Planejamento da Funcef, Erismar Silva, ressaltou que a Fundação tem o caráter de aliar “a questão financeira à questão social”. O diretor de Planejamento e Controladoria da Funcef, Bráulio de Carvalho, afirmou, durante sua exposição, que prima por uma gestão participativa na Caixa de Previdência. De acordo com ele, a Funcef tem hoje 90 mil associados e um superávit acumulado até 2007 de 803,9 milhões.


Ele falou ainda dos desafios atuais da Funcef e contextualizou historicamente os passos do Fundo de Pensão. “Poupança Previdenciária, principalmente no Brasil, foi construída a custo de suor e lágrima de muita gente. Nosso maior desafio é manter o desempenho de crescimento”.


O gerente nacional da Gerência Nacional de Plano de Saúde e Ambiência Corporativa (GESAD), Orency Silva, fez uma exposição da missão do órgão e de como os empregados da Caixa podem estar usufruindo de seus direitos no âmbito da saúde. “Nossa missão é oferecer uma política de saúde mais completa”, disse ele.

PCS – Foi confirmada para a próxima quarta-feira, dia 18/6, uma nova rodada de negociação entre a Caixa e a Contraf-CUT. O tema principal mais uma vez será a unificação das tabelas do Plano de Cargos e Salários (PCS) do banco, mas outros itens serão levados à mesa de negociação pelos representantes dos bancários.