Bancários estão revoltados com a PLR paga pelo HSBC

34

A revolta dos bancários começou assim que o banco anunciou os valores da PLR. Numa manobra administrativa, o HSBC reduziu o lucro do semestre passado de R$ 2,1 bilhões para R$ 249,7 milhões. Esta maquiagem, garantida com o provisionamento de quase todo o lucro, derrubou a PLR em 26,22% na primeira parcela.


Os bancários estão mobilizados e já realizaram vários protestos e paralisações para que o HSBC reabra imediatamente as negociações com os sindicatos e garanta o pagamento integral da PLR.


A revolta dos bancários do HSBC com a PLR rebaixada levou o presidente do banco, Conrado Engel, a retirar o seu blog do ar. É que nas últimas semanas, centenas de funcionários da instituição acessaram a página do presidente na internet e deixaram comentários de protestos e indignação. O blog do presidente foi uma forma a mais que os funcionários encontraram para manifestar seus protestos. Mas, numa clara atitude antidemocrática de quem não consegue aceitar críticas, o Conrado Engel tirou seu blog do ar.


Assim que os bancários começaram a deixar recado no blog de Engel, o superintendente executivo do banco Alcides Ferreira escreveu mensagem no canal dizendo-se “indignado com todos aqueles que de alguma forma colocaram em dúvida a integridade, lisura e ética” da direção da empresa. Como os bancários não pararam de enviar mensagens, a primeira atitude do presidente do HSBC foi fechar o blog para comentários. Em seguida, preferiu tirar a página do ar.


Demissões previstas – O HSBC anunciou na terça-feira, dia 3/11, a dispensa de mais de 1.700 empregados no Reino Unido, como parte da reestruturação da gerência da rede de agências e de suas operações com cartões bancários. Conforme notícia publicada, paralelamente ao anúncio das dispensas no Reino Unido correm boatos de que também estariam previstas demissões na rede brasileira.


”No Brasil foi diferente de outros países, onde o HSBC sofreu perdas. Aqui a instituição alcançou lucro de R$ 2,1 bi. Por isso, nada justifica a confirmação desses boatos por aqui”, afirma o diretor do SEEB/CE, Humberto Silva.