Bancários exigem mais segurança para o Estado

61

“Vamos encampar uma luta por mais segurança, tanto dos bancários como da população em geral, em todo o Estado, mobilizando todas as entidades civis, parlamentares e governos”. Com esse discurso, o presidente do Sindicato dos Bancários do Ceará (SEEB/CE), Marcos Saraiva, acompanhado de vários diretores da entidade lançou na cidade de Aracoiaba (a 83km de Fortaleza) no dia 11/2, uma campanha visando mais segurança em nível estadual. Aracoiaba foi palco de um dos assaltos a banco mais cruéis dos últimos anos no Ceará.


Na sexta-feira, dia 8/2, um assalto ao Bradesco na cidade de Aracoiaba, na Região do Maciço do Baturité, terminou em tragédia, quando seis pessoas, entre elas os três policiais militares que formavam o destacamento da PM local, foram assassinadas durante um tiroteio entre os ladrões e os militares.


Além dos três PMs, foram mortos um dos assaltantes e dois populares – um peixeiro e um mototaxista. Os assaltantes invadiram a agência por volta de 13 horas e renderam os vigilantes, funcionários e clientes. No momento em que o assalto estava acontecendo, a gerente acionou o alarme, o que fez os policiais se dirigirem à agência. Os PMs chegaram no momento em que a quadrilha saía, ocorrendo, então, o confronto.


Caravana – Uma caravana de dirigentes do Sindicato dos Bancários esteve em Aracoiaba para prestar solidariedade aos bancários do Bradesco assaltado e à população local. Os sindicalistas visitaram a Prefeitura, sendo recepcionados pelo secretário de Finanças, Francisco de Assis Pinheiro, na ausência da Prefeita Marilene Campelo Nogueira. O SEEB/CE propôs a realização de uma audiência pública na Câmara Municipal de Aracoiaba, para debater uma melhor proteção à população, envolvendo os 15 municípios da Região do Maciço. A audiência está marcada para o dia 22/2, naquele município. O Sindicato também mobiliza uma audiência pública na Assembléia Legislativa do Ceará ainda este mês.

ÚLTIMOS ASSALTOS A BANCO NO CEARÁ

Em 2007

12 de novembro

Dois homens armados e encapuzados assaltam a agência do Banco do Brasil em Guaiúba.

27 de novembro

Oito homens assaltam a agência do Banco do Brasil, em Jaguaretama.

4 de dezembro

Quatro homens assaltam o Banco Popular, subsidiário do Banco do Brasil, em Juazeiro do Norte. Agência já havia sido roubada outras três vezes.

11 de dezembro

Assaltantes mantêm familiares e vizinhos do gerente do Bradesco sob cárcere privado, em Pedra Branca, e o obrigam a entregar todo o dinheiro da agência.

20 de dezembro
Oito homens invadem a agência do Banco do Brasil, em Pacajus, e levam o dinheiro do cofre.

21 de dezembro

Quatro homens assaltaram a agência do Banco do Brasil, em Mauriti. Eles renderam os vigilantes e levaram dinheiro, coletes à prova de bala e armas.

Em 2008

11 de janeiro

Um policial e um assaltante são mortos durante um assalto à agência do Banco do Brasil, em Potengi, a 532 quilômetros de Fortaleza.

21 de janeiro

Quatro homens rendem os guardas e assaltam o Banco do Brasil de Guaiúba, levando o dinheiro dos caixas e pertences das vítimas.

8 de fevereiro

Três assaltantes invadiram a agência do Bradesco em Aracoiaba e levaram o malote de dinheiro para pagamento de servidores e aposentados. Morreram três policiais, dois trabalhadores e um assaltante.