BANCÁRIOS PARTICIPAM DE DIA NACIONAL EM DEFESA DA EDUCAÇÃO E DA APOSENTADORIA

22


Em mais um Dia Nacional em Defesa da Educação e da Aposentadoria em Fortaleza, dia 13/8, estudantes, professores e trabalhadores de diversas categorias ocuparam as ruas do Benfica e do Centro para protestar contra os desmandos do governo Bolsonaro, sobretudo os cortes na educação e a reforma da Previdência.


Os manifestantes iniciaram a concentração na Praça da Gentilândia, no bairro Benfica, seguindo pelas principais ruas do Centro até a Praça do Ferreira. Durante o percurso, os manifestantes passaram pela agência do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).


A atividade foi organizada pelas centrais sindicais, frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, União Nacional dos Estudantes (UNE), União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES), movimentos sociais, dentre outras organizações. O Sindicato dos Bancários do Ceará participou da mobilização protestando, principalmente, contra as maldades da Reforma da Previdência aprovada recentemente na Câmara dos Deputados.


Diversos atos aconteceram também no interior do Ceará, como Amontada, Crateús, Iguatu, Itapipoca, Jaguaribara, Juazeiro do Norte, Limoeiro do Norte, Morada Nova, Russas, Tabuleiro do Norte, Sobral e Cascavel.


Segundo Wil Pereira, presidente da CUT Ceará, além da reforma da Previdência, que dificulta o acesso dos trabalhadores a benefícios previdenciários e o corte de verbas em universidades e institutos federais, também estava na pauta dos manifestantes o programa Future-se, que amplia a participação de recursos da iniciativa privada nas instituições públicas de ensino superior. “Precisamos continuar assim, unidos e fortes, lutando por um país mais justo e igualitário, para todos e todas”, disse.