BANCÁRIOS PROTESTAM CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA E EM DEFESA DA AMAZÔNIA

24


A 25ª edição do Grito dos Excluídos aconteceu no sábado, dia 7 de setembro, reunindo uma multidão na Praia do Futuro, em Fortaleza. A manifestação é realizada anualmente por movimentos populares no Dia da Independência do Brasil. Neste ano, o movimento denunciou os crimes socioambientais e os ataques aos direitos dos trabalhadores promovidos desde a derrubada da presidenta eleita Dilma Rousseff em 2016.


Com o lema “Este Sistema não Vale!”, o Grito dos Excluídos de 2019 saiu da Escola Frei Tito de Alencar e percorreu as principais ruas e avenidas do bairro até as proximidades da praça Dom Helder Câmara, onde foi realizado o encerramento do protesto. O Sindicato dos Bancários do Ceará participou do evento. O ato aconteceu em mais de 160 cidades brasileiras.


Durante a caminhada, os manifestantes lembraram a tragédia ocorrida em Brumadinho e gritaram palavras de ordem contra os cortes de verbas na educação, os ataques à classe trabalhadora e em defesa da região amazônica.


A primeira edição do Gritos dos Excluídos foi realizada em 7 de setembro de 1995, uma iniciativa das pastorais sociais da igreja católica. O tema principal se relacionava com o da Campanha da Fraternidade – “Eras Tu, Senhor”, voltado aos esquecidos da sociedade. Este ano, o tema fez uma crítica à conjuntura política e econômica.