BANCÁRIOS RECEBEM PPRS JUNTO COM A 2ª PARCELA DA PLR DIA 28/2

39


Bancários do Santander terão um reforço de, no mínimo, R$ 2.550,00, quando for paga a 2ª parcela da Participação dos Lucros e Resultados (PLR). O valor é referente ao Programa de Participação nos Resultados do Santander (PPRS), uma das conquistas garantidas pelo movimento sindical com a renovação do acordo específico do banco.


O acordo específico foi renovado durante a campanha salarial, com validade de 2 anos. Em relação ao PPRS, a pressão do movimento sindical garantiu a ampliação de quase 13% no valor mínimo. Passou de R$ 2.260,00 para os R$ 2.550,00 para cada trabalhador.


ORIGEM – Originário do extinto Banespa, o acordo aditivo dos banespianos protegeu todos os seus direitos quando o banco foi privatizado. Mesmo após sua privatização, o movimento sindical manteve o acordo para o corpo funcional do Santander. Ele tem cláusulas específicas para bancários que eram do Banespa, mas a maioria delas foi estendida para todos os funcionários do grupo e é mantido até hoje graças a luta dos trabalhadores do Santander.


“Sobre a PPRS, a diretoria do Sindicato dos Bancários do Ceará decidiu não cobrar a contribuição negocial de 1,5%. Os funcionários do Santander são os únicos do setor privado que tem um acordo aditivo”, comentou o diretor do Sindicato e funcionário do Santander, Eugênio Silva.


No acordo aditivo também estão contempladas cláusulas como licença-amamentação; a licença não remunerada de até 30 dias ao ano para cuidar de parentes de primeiro grau que estejam adoecidos; a bolsa auxílio-estudo para primeira graduação e pós-graduação; e abono para PCDs (pessoas com deficiências), para aquisição e reparo de seus equipamentos, entre outras.


PAGAMENTO – Após divulgar recorde de lucro de R$ 12,3 bilhões em 2018 (crescimento de 24,6% em relação a 2017), o Santander informou que irá pagar a 2ª parcela da PLR no dia 28/2, penúltimo dia antes do prazo final, 1º de março. O banco também informou que pagará o teto da PLR (2,2 salários, com teto de R$ 27.802,48) e o teto da parcela adicional, que é R$ 4.711,52, descontando a 1ª parcela da PLR que já foi paga em outubro de 2018.


No mesmo dia também serão creditados aos elegíveis o programa próprio da rede (Programa na Participação nos Resultados Santander – PPRS) e o Programa Próprio Gestão (PPG – bônus/variável).


“Vale lembrar que a PLR, o PPRS e todos os benefícios constantes no nosso acordo não são benesses distribuídas pelo banco, mas sim resultado de muitas lutas travadas pelos Sindicatos e pelos funcionários do Santander”
Eugênio Silva, diretor do Sindicato e funcionário do Santander