Bancários reforçam a luta em defesa da Caixa 100% pública

6


O Dia Nacional de Luta em Defesa da Caixa 100% Pública mobilizou os bancários do Ceará, que realizaram protesto em Fortaleza, no Edifício Sede da Caixa. No dia 27/2, o Sindicato dos Bancários do Ceará e a Apcef/CE se juntaram aos trabalhadores, preocupados com a possibilidade de abertura de capital do banco e fizeram uma grande manifestação em defesa do patrimônio do povo. No ato, os empregados seguraram cartazes com a frase: “Eu defendo a Caixa 100% Pública”.


O presidente do Sindicato, Carlos Eduardo Bezerra, analisou: “a abertura de capital significa reduzir o papel social que hoje é aplicado ao atendimento Minha Casa Minha, Vida, do Fies, o controle do PIS e do FGTS e o seguro desemprego”. Disse ainda, “esse interesse manifestado pela presidenta Dilma, esse interesse do governo de vender esse patrimônio dos brasileiros é buscar R$ 20 bilhões para pagar juros da dívida e garantir o índice do superávit primário. Nós trabalhadores estamos denunciando e reforçando que a Caixa é 100% Pública”.


O diretor do Sindicato e da Fenae, Marcos Saraiva ressaltou que “a Caixa é a principal entidade que presta hoje as políticas públicas desse País. Quando se abre o capital, mesmo que seja 30%, abre-se também uma porta para uma futura total privatização da empresa e isso nós não vamos aceitar. A Caixa Econômica é do povo brasileiro e dessa forma deve permanecer prestando seus serviços a toda a sociedade”.


“Abrir o capital da Caixa é uma péssima ideia, pois é colocar o interesse privado naquilo que é de ação da União, que são os programas sociais e os programas de desenvolvimento. A Caixa é do povo e vai continuar sendo”, reforçou o diretor do Sindicato, Jefferson Tramontini.


O presidente da Apcef/CE, Áureo Júnior, destacou o importante papel social que a Caixa exerce. “A Caixa é um banco com um perfil prioritariamente social, voltado aos setores mais necessitados da sociedade e por isso é fundamental que ela permaneça 100% pública, atendendo ao povo brasileiro”.