Bancários retomam campanha de valorização e cobram soluções efetivas para suas reivindicações

12

Bancários do Bradesco retomaram em abril a Campanha de Valorização dos Funcionários 2012 e exigem negociações efetivas com o banco. Esta iniciativa está sendo retomada pelos sindicatos de todo o País. Com o slogan “Quebra o gelo, Bradesco”, a campanha cobra do banco que apresente soluções reais para os problemas enfrentados pelos bancários.


Segundo o Coletivo do Bradesco no Ceará, formado pelos diretores do Sindicato dos Bancários do Ceará, Telmo Nunes, Carmem Amélia, Gabriel Motta, Robério Ximenes, Carlos Henrique e Erotildes Teixeira, a luta é por Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) justo, transparente e democrático; melhorias no plano de saúde, em especial no odontológico; auxílio-educação; mais segurança; melhores condições de trabalho e a contratação de mais funcionários nas agências.


A Contraf-CUT, federações e sindicatos, assessorados pela Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Bradesco, entregaram ao banco uma nova versão da pauta de reivindicações dos trabalhadores no ano passado e até agora as mesas de negociação não atenderam as expectativas.

Lucro do banco – Enquanto isso, o Bradesco atingiu já neste 1º semestre de 2012, R$ 2,79 bilhões de lucro e em 2011, atingiu o total de R$ 11,19 bilhões de lucro líquido, resultado 14,2% maior em relação ao do ano anterior. Fica claro que o banco tem condições de atender às reivindicações dos trabalhadores e valorizar seus funcionários, principais responsáveis pelos ganhos da empresa.


“Exigimos que o Bradesco mude sua postura e traga respostas efetivas para as nossas reivindicações. O banco até ouve as reivindicações, mas não traz solução para os nossos problemas”, afirma Telmo Nunes, diretor do SEEB/CE. Segundo ele, a luta dos bancários é para que o banco destrave esse processo que o Bradesco faz questão de deixar congelado.