Banco anuncia tentativa de terceirização ilegal do SESMT

20

No dia 17/10, o Conselho Diretor do Banco do Brasil anunciou decisão de terceirizar os Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT) em 14 estados. A medida contraria a Norma Regulamentar 4 (NR 4) que trata de segurança e medicina do trabalho. A Contraf-CUT quer mobilizar todos os sindicatos para lutar contra a terceirização e defender a segurança dos trabalhadores.

Todas as DRTs do País foram avisadas e devem autuar o Banco. Isso já ocorreu no Rio de Janeiro e em Belo Horizonte.

O SESMT do BB encontra-se irregular desde 1995, quando a NR 4 passou por alterações. A avaliação do grau de risco das empresas de intermediação financeira, na qual estão inseridas todas do ramo financeiro, passou do nível de risco 1 para 2, o que exigiria mais funcionários alocados nos SESMTs, entre outras medidas.

A Contraf alerta os sindicatos para a questão. Confira os Estados em que o Conselho quer terceirizar o SESMT:

Sul – Paraná e Santa Catarina

Sudeste – Espírito Santo

Centro-Oeste – Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás

Norte – Amazonas

Nordeste – Alagoas, Ceará, Bahia, Maranhão, Paraíba, Rio Grande do Norte e Sergipe.