Banco atinge R$ 1,260 bi de lucro em 2006

20

O Santander Banespa registrou em 2006 um lucro líquido de R$ 1,260 bilhão. O resultado é 28% menor que o de 2005 (R$ 1,74 bi) porque nesse ano o banco vendeu uma participação acionária na AES Tietê, que teve impacto positivo de R$ 635 milhões no balanço. Sem esta operação, o lucro do Santader Banespa em 2006 é 14% maior do que o verificado em 2005.

Para o diretor da Contraf-CUT e funcionário do banco, Paulo Stekel, a lucratividade do Santander Banespa mostra que passou da hora da diretoria resolver uma série de pendências que já faz parte das reivindicações dos bancários há muito tempo. “Recentemente o presidente mundial do Santander, Emilio Botín, disse que o êxito do grupo, que comemorou 150 anos, ‘só foi possível graças ao trabalho e comprometimento de todos os profissionais’. Se ele reconhece isso, e no Brasil a lucratividade do banco tem crescido a cada ano, que tal negociar e resolver nossas demandas?”, afirma Stekel.

O lucro mundial do grupo espanhol Santander atingiu 7,596 bilhões de euros (cerca de US$ 9,8 bilhões), uma expansão de 22% sobre 2005. Apenas na América Latina, o ganho foi de 2,287 bilhões de euros (aproximadamente US$ 2,9 bilhões). As operações no Brasil responderam por 11% do lucro do grupo no mundo.

As receitas de prestação de serviços, seguros e capitalização do banco – que inclui ganhos com tarifas – cresceram 23% no ano passado e totalizaram R$ 3,068 bilhões. Enquanto isso, os gastos subiram apenas 3% e ficaram em R$ 4,536 bilhões. A carteira de crédito do banco no Brasil cresceu 29% e atingiu R$ 37,5 bilhões no final de dezembro.

O Santander Banespa é o primeiro grande banco brasileiro a divulgar o balanço referente ao último ano. O próximo será o Bradesco, no dia 12 de fevereiro, seguido pelo Itaú (13) e Unibanco (14).