Banco descumpre acordo e falha novamente

65

Já está se tornando corriqueiro. O banco estabelece prazos para atendimento de reivindicações feitas pela Comissão Nacional dos Funcionários do BNB (CNFBNB/CNB-CUT) e acaba não cumprindo.O principal exemplo desta falta de compromisso está no adiantamento de prazos para implementação do PCR. A Área de Desenvolvimento Humano veiculou nota, dia 9/3, comunicando a impossibilidade de divulgação da simulação de enquadramento do PCR previsto para este dia.

A CNFBNB, que reivindicou a divulgação da simulação no dia 17/2/06, considera o descumpirmento um desrespeito. E fará na próxima negociação agendada para o dia 15/3, protesto formal contra este tipo de atitude da direção da empresa.

Para a CNFBNB a alegativa do banco de que a movimentação de pessoal ocorrida no último ano (fev/2005 e fev/2006) exigiu a realização de ajustes em informações, não convence. Os ajustes eram previsíveis e caberia ao Banco mensurar o melhor prazo para efetivação dos cálculos.

A CNFBNB espera que os acordos e prazos acertados na mesa de negociação sejam melhor avaliados pela Superintendência de Desenvolvimento Humano, a fim de que possam ser cumpridos. Do contrário teremos que admitir a falta de profissionalismo e seriedade nas negociações.