Banco do Brasil cobra metas de agência interditada

7


Mesmo estando sem operar desde o último dia 13/4, quando foi alvo da ação de bandidos e ficou completamente destruída, a agência do BB em Jijoca de Jericoacoara continua no plano de metas do banco e seus funcionários estão sendo insistentemente cobrados para cumprir as metas da unidade.


Como a agência está fechada, os funcionários foram realocados em municípios vizinhos e estão sendo pressionados para cumprir as metas. “Nós visitamos o local onde fica a agência de Jijoca e vimos que até hoje ela não tem condições de abrir para atendimento à população. Daí, nós estamos reivindicando da direção do BB no Ceará que reveja essa questão urgentemente. Após a nossa intervenção, a Super afirmou que irá fazer contato com a superintendência da região de Sobral para ver o que pode ser feito. Mas informamos de antemão que estaremos acompanhando de perto essa situação para que ela seja solucionada o mais rápido possível”, relata o diretor do Sindicato, Bosco Mota.


Além disso, Bosco informou que o SEEB/CE está cobrando também que, no caso dos bancários que estão realocados, o BB faça o ressarcimento das despesas desses funcionários.


Relembre – No dia 13/4, bandidos atacaram, por volta de 2 horas da madrugada, a agência do Banco do Brasil de Jijoca de Jericoacoara, no litoral oeste do Estado (294Km de Fortaleza) e explodiram dois caixas eletrônicos, mas todo o prédio ficou destruído. A quadrilha era formada por, pelo menos, seis homens, que chegaram à agência em um automóvel e uma motocicleta. Não havia vigilantes na agência e os bandidos não tiveram dificuldade em colocar os explosivos nos caixas.