Banco do Brasil frustra bancários e não apresenta proposta

7


O Comando Nacional dos Bancários, coordenado pela Contraf-CUT, condena a postura do Banco do Brasil por não ter apresentado proposta para as reivindicações específicas no dia 5/9, frustrando seus trabalhadores.


Além disso, o BB publicou matéria em seu site de negociação coletiva com uma informação divergente daquela informada pela Fenaban na mesa da negociação do dia 5 durante a apresentação da proposta global e final como foi afirmado por Magnus Apostólico.


O banco informa que, “agora, tanto o índice quanto as demais cláusulas serão avaliadas pelas confederações sindicais. Após essa análise, uma nova reunião entre representantes dos bancos públicos e privados e dos funcionários deverá ser agendada. O mais provável é que esse encontro aconteça nesta semana”.


Mas isso não é verdade. “Além de frustrar os funcionários e não apresentar proposta específica que atenda e resolva os problemas apresentados nas três rodadas de negociação no mês de agosto, o BB ainda divulga uma informação equivocada para confundir os bancários”, critica William Mendes, secretário de Formação da Contraf-CUT e coordenador da Comissão de Empresa dos Funcionários do BB.


William critica ainda o BB por ter aproveitado o período de renovação de direitos coletivos para anunciar planos de desligamento voluntário em áreas com reestruturação, fazendo o inverso daquilo que a categoria está reivindicando – mais contratações. “É um total desrespeito aos bancários e suas entidades sindicais. A resposta deve ser mostrada com a participação massiva de todos nas assembleias e nas mobilizações” afirma William Mendes.