Banco não diz quando vai corrigir a PLR

75

Depois de descumprir a regra impressa na Convenção Coletiva e depositar menos do que devia na Participação nos Lucros e Resultados (PLR) dos seus funcionários, o Unibanco finalmente reconheceu o erro. Mas, ao invés de corrigir a injustiça imediatamente, o banco divulgou um comunicado em sua rede interna de e-mail sem informar os valores ou ao menos a data do pagamento. Apenas diz que irá refazer os cálculos e que pagará a diferença ainda este mês.

Além de desrespeitar a inteligência dos seus 24 mil bancários depositando uma PLR menor do que devia, ainda enrola, sem dar prazos. A data final para o crédito da segunda parcela já passou. Diante deste novo desrespeito,os sindicatos estão organizando protestos nas agências do Unibanco.

A segunda parcela da PLR foi creditada pelo banco no último dia 23, mas a empresa esqueceu de levar em conta o tamanho do lucro obtido em 2005. É que pela regra, o banco deve distribuir no mínimo 5% do lucro líquido ou pagar dois salários caso não atinja este percentual. O Unibanco distribuiu cerca de 3,5% do lucro e pagou apenas a regra básica, sem a majoração dos valores.

O Unibanco lucrou R$ 1,838 bi, mas na hora de dividir os ganhos com os bancários teve um ataque de mesquinhez.