Bancos federais divulgam balanço e bancários cobram sua parte

16

Os bancos públicos federais divulgaram na última semana seus balanços de 2006. O lucro líquido do Banco do Brasil foi superior aos R$ 6 bilhões (45,5% a mais que o ano anterior), o da Caixa Econômica Federal R$ 2,39 bi (15,45%) e o do Banco do Nordeste do Brasil, R$ 202,7 milhões (28,8% a mais que 2005). Com isso, a Contraf-CUT e o movimento sindical bancário já estão cobrando dessas instituições o pagamento do restante da Participação nos Lucros e Resultados (PLR). Diante da pressão, a CEF creditou o pagamento da PLR na sexta-feira, dia 2/3.

O resultado alcançado pelo Banco do Brasil foi o melhor obtido entre os bancos brasileiros em 2006, maior que Bradesco (R$ 5,05 bilhões), Itaú (R$ 4,3 bilhões) e Caixa (R$ 2,39 bilhões).

“Uma das grandes conquistas dos bancários do BB na última campanha salarial foi a parcela linear de 4% do lucro líquido distribuída a todos, que no semestre anterior foi de R$ 1.814.49, além do fixo de R$ 412,00. Esperamos que o BB marque logo uma negociação para acertarmos a nossa PLR, já que boa parte dos bancos antecipou as parcelas adicional e complementar”, comentou Marcel Barros, coordenador da Comissão de Empresa dos Funcionários do BB.

De acordo com o BB, o pagamento da PLR está previsto para no máximo 12/3. Após as negociações entre a Contraf e o BB, o acordo precisa ser aprovado em assembléia pelos bancários, por se tratar de acordo específico para o segundo semestre.

Quanto aos empregados da Caixa Econômica, conforme o acordo, o benefício foi estabelecido em 80% do salário (sem teto) e mais uma parcela fixa de R$ 3.167,00 para todos. Em outubro, logo após o fechamento das negociações, os bancários receberam 60% da PLR.

BNB – O banco divulgou o lucro líquido do exercício de 2006 de R$ 202,7 milhões, montante 28,8% superior ao apresentado em 2005 (R$ R$ 157,4 milhões), influenciado, principalmente, por um menor volume de provisões em 2006. O banco está provisionando R$ 18,2 milhões para a PLR, mas ainda não anunciou a data que o pagamento será creditado.