Banrisul, HSBC e Itaú lideram ranking de reclamações de clientes do Banco Central

18


No ranking dos bancos mais reclamados do mês de julho, elaborado pelo Banco Central, o Banrisul ficou em primeiro lugar entre os bancos grandes com mais de um milhão de clientes. O HSBC ocupou o segundo lugar e o Itaú apareceu em terceiro, seguidos por Bradesco e Santander.


Foram registradas 731 reclamações procedentes entre os bancos com mais de um milhão de clientes. As principais reclamações foram relacionadas à verificação de débitos em conta corrente que não haviam sido autorizados pelo cliente e a irregularidades na conta-salário, como a transferência de valores fora do prazo ou a não abertura da conta após solicitação.


Para chegar ao resultado do ranking, o Banco Central recebe as reclamações de clientes e realiza uma análise para constatar se houve descumprimento de normas Conselho Monetário Nacional (CMN). Assim, compõem o ranking apenas reclamações julgadas procedentes e são eliminadas as reclamações infundadas. Os dados são relativos, isto é, relacionam o número de reclamações recebidas pelo banco com o número de clientes que ele possui para verificar qual instituição tem o maior índice de reclamações. Assim, evita-se que os bancos com mais clientes apareçam sempre no topo do ranking.


VEJA OS RESULTADOS DO RANKING DE JULHO:


1º lugar: Banrisul – Reclamações procedentes: 25. Número de clientes: 2.178.820. Índice*: 1,14. Principais reclamações: irregularidades na conta-salário, como a transferência de valores fora do prazo ou a não abertura da conta após solicitação; e devolução de cheques ao cliente sem justificativa plausível.


2º lugar: HSBC – Reclamações procedentes: 59. Número de clientes: 5.366.898. Índice* 1,09. Principais reclamações: realização de débitos na conta não autorizados pelo cliente; restrições para quitação de empréstimos antecipadamente e restrições para realização da portabilidade de crédito; e problemas de documentação em operações de crédito, como a ausência de documentação na realização de um empréstimo ou a verificação de informações incorretas nestes contratos.


3º lugar: Itaú – Reclamações procedentes: 217. Número de clientes: 24.850.430. Índice* 0,87. Principais reclamações: realização de débitos na conta não autorizados pelo cliente; irregularidades na conta-salário, como a transferência de valores fora do prazo ou a não abertura da conta após solicitação; e cobrança de tarifas por serviços não contratados.


4° lugar: Bradesco – Reclamações procedentes: 274. Número de clientes: 33.817.499. Índice* 0,81. Principais reclamações (em ordem decrescente): irregularidades na conta-salário, como a transferência de valores fora do prazo ou a não abertura da conta após solicitação; realização de débitos na conta não autorizados pelo cliente; cobrança irregular de tarifas por serviços não contratados em cartões de crédito com serviços diferenciados (com programas de benefícios).


5º lugar: Santander – Reclamações procedentes: 156. Número de clientes: 23.063.661. Índice* 0,67. Principais reclamações: realização de débitos na conta não autorizados pelo cliente; esclarecimentos de dúvidas de forma incompleta ou incorreta; e devolução de cheques ao cliente sem justificativa plausível.

(*) Número de reclamações dividido pelo número de clientes e multiplicado  por 100.000.