Beneficiários fazem abaixo-assinado pela negociação da ação da equiparação das comissões

64

Os funcionários do Banco do Nordeste do Brasil (BNB), da ativa e aposentados, beneficiários da ação, estão fazendo um abaixo-assinado com o objetivo de sensibilizar a direção do banco a negociar o pagamento desse passivo trabalhista.


A ação, ganha na justiça em todas as instâncias, se encontra em fase de execução de sentença, considerando que já recebeu julgamento no mérito e teve o feito transitado em julgado. Essa ação já tramita há quase 20 anos, não restando ao BNB outra decisão senão o pagamento dos valores contidos nos autos do processo.


O coordenador da Comissão Nacional dos Funcionários do BNB (CNFBNB/Contraf-CUT), Tomaz de Aquino, lembra que os bancários do BNB vêm passando por grandes dificuldades financeiras, tendo muitas vezes que recorrer a outros recursos, como empréstimos das mais diversas origens, com encargos elevados, o que provoca mais desequilíbrio orçamentário. “Uma esperança de equilibrar nossos orçamentos surgiu com a ação de equiparação. Pedimos ao banco que proceda uma negociação para o pagamento dos valores, que atenderá aos interesses do banco de pagar esse passivo trabalhista e dos beneficiários da ação, que terão seus direitos respeitados, com a possibilidade de melhorias em seus orçamentos domésticos”, afirmou.


O modelo de abaixo assinado foi encaminhado por mala direta aos interessados, devendo ser assinado também por familiares, e deve ser devolvido ao Sindicato dos Bancários com a máxima urgência.