Bloco dos Bancários desfilou no pré-Carnaval do Centro de Fortaleza

34


A primeira edição do pré-Carnaval dos bancários de Fortaleza foi marcada pela alegria e descontração. O bloco – De Magote, Não Tem Quem Derrote – organizado pelo Sindicato dos Bancários do Ceará, saiu às ruas do Centro da Capital no sábado, dia 2/2, e se juntou ao pré-Carnaval da Praça do Ferreira. A concentração reuniu os bancários na Praça Murilo Borges e no Centro Cultural do BNB.


Vestidos a caráter, bancários e familiares desfilaram com estandarte da agremiação e cantaram as marchinhas criadas para o evento, além das já tradicionais canções de Carnaval, fazendo deste pré-Carnaval dos bancários um grande esquenta para a folia de 2013.


O diretor de Cultura do Sindicato dos Bancários do Ceará, Tomaz de Aquino, destacou a principal característica do bloco dos bancários, que procura aliar alegria, descontração e consciência de luta da classe trabalhadora. Ele anuncia que o bloco de carnaval dos bancários entrará para o calendário cultural da entidade.


Os bancários compareceram em grande número a este primeiro pré-Carnaval e a maioria elogiou a iniciativa do Sindicato, que incentiva a Cultura e traz um momento de descontração e  confraternização entre os trabalhadores. Segundo o diretor do SEEB/CE, Marcos Saraiva – “o Sindicato sempre esteve  à frente de mobilizações e uma atividade cultural como esta, integra-se à vida da sociedade. Estimular a  festa de carnaval faz parte da política de incentivo à nossa cultura”.


80 anos do SEEB/CE – Esta é a primeira ação comemorativa dos 80 anos do Sindicato dos Bancários do Ceará. O bloco – De Magote, Não Tem Quem Derrote, é  primeiro bloco de carnaval dos bancários, cuja escolha do  nome oficial contou com a participação da categoria bancária, que fez sugestões de vários nomes e participou de uma enquete para escolha final através de votação pela internet. Devido ao número elevado de participantes com várias sugestões, um júri técnico, formado por membros da diretoria do Sindicato, elegeu quatro nomes que foram ao júri popular, via internet.


Participação da categoria – Os quatro nomes selecionados foram disponibilizados no site (www.bancariosce.org.br), em ordem alfabética, para a definição do primeiro ao quarto colocado, onde o bancário sindicalizado pôde escolher seu nome favorito entre os dias 19 e 22/1. O mais votado foi eleito o nome oficial do bloco – “De Magote, Não Tem Quem  Derrote”


Os 80 participantes que enviaram sugestões de nomes foram contemplados com uma camisa oficial do bloco. Os demais 252 bancários sindicalizados votantes da enquete final pela internet participaram de um sorteio de uma camisa da agremiação.


Bloco esquenta os tamborins e reúne a categoria na quadra do Sindicato


Na noite de quinta-feira, dia 31/1, foi feita a apresentação oficial do bloco de Carnaval dos bancários – “De Magote, Não Tem Quem Derrote”, com a entrega das premiações e apresentação do estandarte e da marchinha da agremiação. Toda a estrutura do bloco esteve presente, com bandinha animada, bonecos gigantes e porta-estandarte, para o bancário já entrar em ritmo de Carnaval. Foi feita também apresentação das marchinhas de carnaval dos outros três nomes classificados.


Entrega dos prêmios – A solidariedade é a tônica do nome escolhido para o bloco de carnaval dos bancários, segundo o próprio autor, o bancário Kened Barros, funcionário do BNB, que recebeu  o prêmio de R$ 500,00, das mãos do diretor de Cultura do Sindicato dos Bancários do Ceará, Tomaz de Aquino, durante a apresentação do bloco, na quinta-feira, dia 31/1. O nome em segundo lugar foi enviado pela bancária aposentada do BEC/Bradesco, Rita Pinheiro, cujo prêmio foi de R$ 300,00. Já o terceiro lugar, enviado pela funcionária do Banco do Brasil, Daniele de Souza, recebeu R$ 200,00 e o quarto, enviado por Maurílo Brígido, da Caixa Econômica de Crateús, recebeu R$ 100,00.


Projeto cultural – Na ocasião, o diretor  do SEEB/CE, Tomaz de Aquino enfatizou que com a criação do bloco de carnaval dos bancários, o Sindicato retoma suas atividade culturais, depois de mais de 10 anos. “Estamos com projeto cultural definido que começa com a  celebração dos 80 anos do Sindicato e a primeira e uma das grandes atrações do início do ano é a criação do bloco de carnaval da categoria.  É mais um elo de integração com os bancários da nossa base, a começar pela participação da categoria na escolha do nome do bloco. O Sindicato está buscando assim se aproximar mais dos bancários, para inclusive melhorar sua luta, melhorar na suas conquistas. A luta também se faz com alegria, com cultura, com animação”, disse Tomaz.


Qual a importância do bloco de Carnaval criado pelo Sindicato?


“Todas as categorias estão saindo com seu bloco, movimentando a cultura cearense e o turismo local. Essa ideia do Sindicato de lançar um bloco, já que somos uma categoria grande, foi pertinente, inclusive vai ajudar na união dos bancários. Com essa febre de pré-Carnaval, foi num momento propício e a ideia é boa, vai vingar e a tendência é crescer. Vamos juntar esse magote de gente”  –  Kened Barros, do Banco do Nordeste


“É uma iniciativa muito interessante. É uma descontração para os bancários, que já vivem uma vida estressante e isso agrega mais a relação do Sindicato com os bancários. Faz a integração dos bancários da nossa agência com os bancários de outros bancos. Uma integração que ainda não existia que vai começar com esse bloco” – Ronei  Ximenes Aragão, do Banco do Brasil


“Acho uma iniciativa positiva do Sindicato. Muito bacana mesmo. Uma ideia muito legal. Porque  é mais uma forma de unir a categoria, com brincadeira, informal. Acha legal e fiquei feliz. Este ano é só o começo e espero que melhore ano a ano, com a participação de todos” – Hemilene Lopes, da Caixa Econômica Federal


“Muito bom para reunir a categoria, para promover a união de todos. É mais um meio de confraternização, juntamente com as práticas esportivas como futebol, que já existem. É muito bom para a gente se unir mesmo” –  Dalton Luiz Nogueira, do Santander


“Dentro do novo projeto de elaboração cultural do Sindicato é importantíssimo a criação desse bloco de carnaval. Sinaliza que vai atuar  em várias frentes culturais. O criação de um bloco, escolha do nome com participação da categoria e uma música oficial é uma demonstração de que o Sindicato está empenhado em criar esse novo momento cultural na entidade” – Rogério Jales, músico e maestro do Coral do SEEB/CE.