BNB: assinado acordo e entregue pauta específica

21

Depois de um ano de espera foi assinado pela direção do Banco do Nordeste e a Comissão Nacional dos Funcionários do BNB (CNFBNB/Contraf-CUT) o acordo coletivo 2005/2006. A assinatura ocorreu no último dia 31/8, no Passaré. Na ocasião, foi entregue a pauta específica deste ano e elencadas as prioridades para a negociação. Após a reunião, o Sindicato dos Bancários realizou manifestação em três ambientes do banco com a participação da Trup Tramas de Teatro, que encenou peça denunciando a intransigência dos banqueiros. Presentes também representantes da Contraf e de outros sindicatos do Nordeste.

“Estamos aqui também em sinal de protesto porque o acordo do ano passado foi assinado no mesmo dia que a entrega da pauta. É inadmissível que isso volte a acontecer”, protestou o coordenador da Comissão Nacional dos Funcionários do BNB (CNFBNB) e diretor do Sindicato, Tomaz de Aquino.

A pauta específica dos funcionários destaca questões sobre Camed, como a reivindicação de que o banco contribua com o percentual duas vezes maior em relação a contribuição do funcionalismo para o custeio do plano, além da criação de um fundo especial de custeio à saúde, destinado a cobrir despesas não compatíveis com o plano da Camed. O fundo seria constituído com verba de 2% de valores provenientes de passivos trabalhistas e outras verbas extras ou variáveis como PLR, abono etc, com a contrapartida do banco; Capef, com a revisão do Plano BD, mediante a instalação de grupo de trabalho e implantação do plano de contribuição variável, com prazo até 30 de julho de 2007; além da instalação do ponto eletrônico e do retorno da licença-prêmio.

Os funcionários querem ainda a implementação do Plano de Funções e o compromisso por parte da direção do BNB de assinatura do acordo 2006/2007 juntamente com a assinatura da Convenção Coletiva da categoria.
Tomaz enfatizou a importância do engajamento de todos os bancários durante a Campanha Salarial. “Os banqueiros se recusam a apresentar propostas, não discutem temas importantes como a isonomia, PLR ou mesmo aumento real. Temos que nos engajar e ficar sintonizados com as atividades do Sindicato”.