BNB: Campanha pelos resultados vai para outros estados

30

Continua até meados de maio a campanha das entidades representativas dos funcionários do BNB pela participação nos resultados obtidos pelo banco no ano passado.

A Campanha consta da divulgação de 42 out-doors com a mensagem “O maior resultado da história do BNB – a gente conquistou, mas não comemora”, refletindo a insatisfação do funcionalismo pelo não reconhecimento por parte da direção do banco do esforço despendido para a superação de todas as metas da Instituição. Os out-doors estão distribuídos em Fortaleza, Sobral e Juazeiro, inicialmente, ficando a critério dos Sindicatos de todo o Nordeste reproduzí-los. Além dos out-doors, a campanha utiliza também a mídia rádio, cartazes e bottons.
Segundo o coordenador da CNFBNB, Tomaz de Aquino, a participação nos lucros paga pelo BNB foi calculada sobre a lucratividade líquida ajustada, ou seja, sobre o valor de R$ 58,806 milhões, e não sobre os R$ 157,386 milhões de lucro obtido pelo banco.

Com isso, o BNB pagou apenas R$ 7,35 milhões, ou 46% dos cerca de R$ 16 milhões, que deveriam ter sido distribuídos aos benebeanos caso fosse considerado o lucro sem ajustes.

Doláres na Cueca – O Ministério Público Federal (MPF) entregou ao juiz da 10ª Vara Federal, Nagibe de Melo Jorge Neto a ação de improbidade administrativa rela-cionada ao dinheiro encontrado com o ex-assessor parlamentar Adalberto Vieira. O MPF acredita que o dinheiro seja resultado de propina e cita Adalberto, sua esposa Raimunda Lúcia Lima e o ex-chefe de gabinete do BNB, Kennedy Moura, como participantes diretos no esquema, além de decretar o bloqueio de bens do deputado José Guimarães e a quebra de sigilo bancário de três empresas: STN, Alusa e Enphase Consultoria.

Além destes, a ação cita ainda vários dirigentes do BNB, acusados de flexibilizar um empréstimo de R$ 299,95 milhões ao consórcio STN.

Sobre as denúncias, o Sindicato e a CNFBNB entendem ser necessário a apuração rigorosa, sem pré-julgamentos, e preservando a imagem da Instituição BNB e de seu funcionalismo.