BNB: Comissão exige assinatura do acordo de 2005

69

O Banco do Nordeste do Brasil é único banco que não fechou o acordo de 2005. Segundo denuncia a Comissão Nacional dos Funcionários do BNB, o problema é do Ministério da Fazenda, que através do presidente do conselho de administração do BNB, Valdir Quintiliano da Silva, está questionando algumas cláusulas já negociadas entre a Comissão e a direção do banco.

Segundo o coordenador da Comissão Nacional dos Funcionários do BNB, Tomaz de Aquino, “a impressão que dá é que ainda existem nichos neoliberais dentro do governo, cujo objetivo é dificultar a democratização das relações trabalhistas.”

O acordo da forma que foi negociado garante avanços, tais como a licença de dois dias por ano para acompanhamento a familiares hospitalizados, como também o retorno das cinco folgas anuais por assiduidade aos funcionários admitido após 1996, o que garante isonomia de tratamento reivindicada pelas entidades dos trabalhadores.