BNB e Basa somam esforços para garantir a assinatura do acordo

49

A primeira negociação do ano entre a Comissão Nacional dos Funcionários do BNB (CNFBNB/Contraf-CUT) e a Superintendência de Gestão de Pessoas do banco, ocorreu dia 16/1, em João Pessoa (PB). Na ocasião, os membros da Comissão Nacional cobraram a assinatura do acordo coletivo e novidades sobre pendências do funcionalismo como plano de funções, ponto eletrônico, revisão do PCR, Capef, Camed, ações trabalhistas, novos benefícios, entre outras.


Quanto ao acordo coletivo, a CNFBNB/Contraf-CUT cobrou do BNB a assinatura do acordo e o banco informou que está se articulando com o BASA para uma assinatura em conjunto. O banco informará as entidades a data da assinatura que prometeu ser o mais rápido possível.


O BNB informou ainda que no próximo dia 29/1 vai disponibilizar para as entidades o Plano de função para análise, mesmo sem a apreciação da diretoria do banco.


A Comissão contestou também sobre o ponto eletrônico com relógio e o banco concordou que realmente é um processo um pouco atrasado e vai tentar um sistema mais moderno – IVIA. O BNB disse ainda que vai implementar o sistema em várias unidades e não só em três, como divulgado inicialmente. O novo projeto será apresentado dia 24/1. Também nesse dia serão discutidas as promoções de 2008 do PCR. A CNFBNB/Contraf-CUT foi convidada para participar da discussão que será às 11h, no Passaré.


O banco informou que ainda não tem números sobre a PLR, mas que manterá a regra básica de pagamento para todos. O pagamento da segunda parcela será efetuado em abril/08.


Sobre os novos benefícios (bônus jornada plena, férias de 35 dias e abono 31 dias), o banco informou que não tinha uma posição concreta e que na próxima negociação, dia 20/2, em Maceió (AL), trará uma resposta.


A Comissão Nacional avaliou que as negociações andam muito lentas quanto às resoluções solicitadas pelas entidades representativas dos funcionários. Devido a isso, a CNFBNB/Contraf-CUT vai elaborar um calendário de mobilização com divulgação para todos os funcionários e cobrando a participação de todos.

OUTRAS PENDÊNCIAS DISCUTIDAS NA REUNIÃO

CAPEF – O plano CV foi autorizado pelo Ministério da Fazenda, faltando somente o aval do DEST. Quanto ao plano BD, a Comissão Nacional exigiu do banco uma posição e o banco se comprometeu em convocar o GT para divulgar os resultados.

SUB-JUDICE – A superintendente Eliane Brasil informou que ficou surpresa com as restrições e convocará um a um para indagar o que está acontecendo e para orientá-los sobre como sair das respectivas restrições.

EMPRÉSTIMO DE FÉRIAS PARA NOVOS FUNCIONÁRIOS – A CNFBNB/Contraf-CUT reivindicou que o benefício fosse implementado o mais rápido possível, independente da assinatura do acordo e que se mantenha a retroatividade de 1º/9/2007, da mesma forma como é feito para os funcionários antigos.

DEMITIDOS DE RECIFE – A superintendente disse que é de interesse do próprio presidente da entidade, Roberto Smith, em tratar da questão pessoalmente, mas somente após o dia 28/1, quando retorna de férias.

AÇÕES TRABALHISTAS – O banco informou que tem provisões para todas as ações sem especificar valores. A superintendente afirmou que o BNB tem interesse em solucionar as pendências trabalhistas.

CAMED – No dia 24/1 será criado um grupo de trabalho para analisar a situação da Camed e a CNFBNB/Contraf-CUT indicou o diretor do SEEB/CE, Roberto Figueiredo, como seu oficial representante.