BNB esquece quem mais contribuiu para o melhor resultado da sua história

64

A Associação dos Funcionários do BNB e a Comissão Nacional dos Funcionários do BNB deram início no último dia 19/4 uma campanha de mídia reivindicando ao Banco do Nordeste do Brasil a concessão de bônus no valor de uma remuneração bruta para cada funcionário, a título de Participação nos Resultados. A campanha está sendo veiculada inicialmente no estado do Ceará, através de outdoor’s e rádio. As peças publicitárias também foram repassadas aos Sindicatos dos demais estados, com a orientação para adesão à campanha.

Na avaliação das entidades, apesar do BNB ter efetuado pagamento ao funcionalismo referente à Participação nos Lucros, decorrente do acordo coletivo 2005/2006, a Instituição ficou em débito com a Participação nos Resultados. Vale ressaltar que a Participação nos Resultados difere da Participação nos Lucros: enquanto esta última é calculada sobre o lucro líquido, aquela visa o cumprimento de metas projetadas pela Direção Geral.

A reivindicação dos funcionários tem, como base, os excelentes resultados do Banco em 2005, que foram destacados nos principais jornais nordestinos e nos espaços da grande mídia nacional. No ano passado, o BNB teve o melhor desempenho da sua história, com aplicações de mais de R$ 4,5 bilhões.

O lucro líquido do BNB foi de R$ 157,386 milhões, mas o lucro líquido ajustado foi de apenas R$ 58,806 milhões, devido à retificação de erros de exercícios ante-riores. Todas as metas do Banco foram extrapoladas. No geral, as aplicações tiveram um crescimento de 33%, enquanto o custo dos salários para o Banco cresceu somente 14%, resultando em um aumento de produtividade do trabalho superior a 20%.

A Participação nos Resultados foi reivindicada em reunião da Comissão Nacional com o BNB, no dia 15 de março, mas foi sumariamente rechaçada. Inclusive, nesta data, houve mobilização dos funcionários no Passaré, com a desaceleração do ritmo de suas atividades e ato de protesto. As entidades conclamam o funcionalismo à mobilização, para que a Campanha pela Participação nos Resultados alcance o seu objetivo: o reconhecimento, de fato, do esforço do funcionalismo do BNB.

Para o coordenador da CNFBNB e diretor do Sindicato, Tomaz de Aquino, os que mais contribuíram para os excelentes resultados do banco – os funcionários – não estão sendo devidamente reconhecidos.