BNB vai para reunião da Fenaban esta semana

53

No último dia 28/9, a Comissão Nacional dos Funcionários do BNB (CNFBNB/Contraf-CUT) e a Superintendência de Desenvolvimento Humano do banco estiveram reunidos para mais uma rodada de negociação específica dos funcionários. Na ocasião, três diretores do banco recém-empossados e o diretor administrativo, Pedro Lapa, compareceram à reunião e reafirmaram compromisso de buscar atender às reivindicações do funcionalismo da melhor forma possível. Além da diretoria, compareceram a reunião a negociadora pelo banco, Zilana Ribeiro e a superintendente de Desenvolvimento Humano, Eliane Brasil.


O banco reafirmou que sua posição é de seguir o que for acordado com a Fenaban, inclusive no tocante à PLR, pois não há mais o limite da chamada “folha magra”. Além disso, acatou a cláusula sobre passivo trabalhista e vai continuar negociando com as entidades para encontrar soluções viáveis das ações de caráter coletivo.


Concordou também com o princípio das cláusulas referentes ao fundo especial de custeio à saúde e comprometeu-se à apresentar na próxima reunião proposta de reformulação dos critérios da ascensão e promoção do PCR.


Quanto às comissões e ao plano de funções, o banco se comprometeu a apresentar na próxima negociação um calendário para discutir as questões. A cláusula referente ao diretor representante também deve voltar a ser discutida na próxima reunião.


Com relação às diárias a serviço, a Comissão Nacional enfatizou que é preciso corrigir as distorções e pede que o valor seja o mesmo para todos. O tema também deve voltar a ser discutido na próxima reunião.


Quanto às perdas salariais, o banco tentou colocar para a CNFBNB que não havia acordo. No entanto, a Comissão argumentou que outros bancos federais estão discutindo o tema e o banco concordou em acompanhar o desenrolar das outras negociações.


O acordo coletivo deste ano foi prorrogado até a assinatura do próximo. Na próxima negociação, agendada previamente para o dia 4/10, serão discutidas as cláusulas de benefícios (1ª a 10ª). Caso os bancários deliberem por greve por tempo indeterminado a partir do dia 3/10, a negociação será realizada dia 9/10.

ENDIVIDAMENTO


Após pressão por parte da Comissão, o banco comprometeu-se a apresentar até o dia 18/10 uma proposta de repactuação das dívidas do funcionalismo.

PLANO CD DA CAPEF


O plano encontra-se no Dest e está sendo discutido o percentual de contribuição do banco.