Caixa descumpre decisão judicial e reduz salários em Brasília

67

Numa flagrante demonstração de desrespeito ao poder Judiciário, a Caixa Econômica Federal manteve o efeito da circular interna 293, expedida em dezembro do ano passado, e efetuou na folha de pagamento deste mês a redução dos salários dos bancários do quadro técnico e de assessoramento que reclamavam na Justiça jornada de 6 horas sem corte na remuneração, em Brasília.

Irresponsável e arbitrariamente, a direção do banco desobedece assim a decisão do juiz do Trabalho Titular da 4ª Vara de Brasília, Denilson Bandeira Coelho, que concedera liminar favorável ao Sindicato no último dia 12/1, impedindo a redução de salários pela Caixa neste caso. A decisão tem validade restrita a Brasília e a multa diária, em caso de descumprimento, é de R$ 5 mil por empregado.

“Absurda, irresponsável, aética e imoral são qualificadores que não expressam o sentimento de perplexidade dos bancários que sofreram essa agressão do banco, que tem o claro e inquestionável objetivo de intimidar o quadro funcional ao manter seu caráter de punição”, contesta o secretário-geral do Sindicato, Enilson da Silva.

“Ao agir dessa maneira, o banco deu mostras de até onde é capaz de ir contra direito dos trabalhadores, numa atitude sem sombra de dúvidas ditatorial. Se nem sequer cumpre uma decisão judicial, o que o banco não é capaz de fazer contra os bancários?”, complementou o diretor da Federação Centro-Norte, Orlando Gasparino.

Após detectar o descumprimento da liminar pela Caixa, o Sindicato providenciou junto aos bancários afetados cópias de contracheques, que foram enviadas ao juiz Denilson Bandeira Coelho para que ele tomasse conhecimento e as devidas providências ao caso. O Sindicato aguarda agora o posicionamento do juiz.